Das telinhas do portal para as telonas do cinema; conheça a história do Cineinsite

Publicado quinta-feira, 17 de outubro de 2019 às 06:05 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Bianca Carneiro* | Fotos: Reprodução | Arquivo Pessoal

Não é à toa que o cinema é uma das sete artes. Apreciados em qualquer que seja a parte do mundo, do terror mais ‘trash’ ao drama mais ‘cult’, os filmes são capazes de despertar uma diversidade de sentimentos e emoções em quem assiste.

Considerado um dos mais conhecidos sites de cinema em Salvador, o Cineinsite, microportal pertencente ao Portal A TARDE, é uma das principais opções para conferir a programação das salas na capital baiana e no interior, além de notícias sobre o universo cinematográfico. Assim como o próprio centenário Jornal A TARDE, primeiro periódico de notícias publicado na Bahia, a página também foi pioneira em seu objetivo no estado.

Tudo começou em 1996, com a criação de um link no Portal que permitia ao público acessar a programação contida nas páginas do Caderno 2, parte do impresso voltada especificamente para cultura. Com o crescimento da demanda, em 98, surge o Cinema On Line, canal que se transforma em abril de 2000 na primeira versão do Cineinsite, consultado até hoje nas telas dos celulares, computadores ou qualquer outro dispositivo eletrônico.

Primeira editora do Cineinsite, a jornalista e professora Ludmilla Carvalho, de 38 anos, conta que o microportal começou justo na época em que outros grandes veículos de comunicação também inauguravam suas páginas na internet. Apesar de pequena, a equipe formada por ela e um estagiário mantinha o site atualizado com a programação de cinema, perfis de atores, sinopses e críticas dos filmes e espaço do leitor. Com conteúdo totalmente autoral, o site logo se popularizou e caiu nas graças do público.

“Sempre tive muito orgulho pelo Cineinsite ter o seu próprio conteúdo. Da sinopse as matérias, naquela época, tudo era feito por nós mesmos”, conta.

O sucesso era tanto que as críticas produzidas pelo site foram, inclusive, o pontapé para que surgissem em Salvador as primeiras cabines de imprensa - sessões exclusivas para jornalistas que ocorrem antes da estreia do filme - segundo Ludmilla.

“As cabines de imprensa não existiam aqui, pois só quem fazia crítica era o jornal impresso e elas, geralmente, só eram publicadas bem depois da estreia do filme. Como o Cineinsite tinha a crítica sistemática de todos que entravam em cartaz, as produtoras de filmes começaram a fazer essas sessões antecipadas para os jornalistas. Nenhum outro veículo publicava a crítica no dia da estreia”, lembra.

Era de ouro

Assim como a própria Hollywood, o Cineinsite também já ganhou o seu próprio Oscar. Em 2002, a página de cinema foi a grande vencedora do maior prêmio da terceira edição do Top Web da Associação dos Dirigentes de Marketing e Vendas da Bahia (ADVB-BA). O site levou dois troféus: um no quesito Entretenimento, eleito pelos júris oficial e popular. E outro na categoria Grand Prix, o maior da noite, onde ganhou como melhor website de todas as categorias.

Imagem ilustrativa da imagem Das telinhas do portal para as telonas do cinema; conheça a história do Cineinsite
Cineinsite foi vencedor de famoso prêmio de design em 2002

Também em 2003, o craque em críticas de cinema e acervo de informações sobre os filmes - são mais de 15 mil cadastrados no banco de dados - foi mais a fundo na sétima arte e patrocinou, em parceria com o Jornal A TARDE e A TARDE FM, a pré-estreia do filme brasileiro Sexo Amor e Traição do diretor Jorge Fernando.

Em 2005, a página foi alvo de pesquisa pela jornalista Milena Miranda, 37. Realizada como Trabalho de Conclusão de Curso para obtenção de grau na Faculdade de Comunicação da Ufba, a monografia ‘A produção de informações no Cineinsite: estudo de caso em um microportal especializado’ abordou como se dava o processo de elaboração do conteúdo que constituía o site. “O Cineinsite é essencial na medida que oferta um serviço de divulgação dos filmes em cartaz na cidade”, pontua Milena.

Atualmente, a página conserva seu rico portfólio, além de oferecer diversas possibilidades de visualização dos horários das sessões - por cidade, sala, cinema e filme - e destacar em suas abas de notícias não só os lançamentos, como também, as programações exclusivas de mostras, festivais e sessões especiais que ocorrem em Salvador e no estado através dos circuitos comercial e alternativo.

Próximas cenas

A interação com o leitor foi algo observado por Ludmilla desde o lançamento do Cineinsite. “As pessoas começaram a ter uma relação de fã mesmo, entrar em debate. Mandavam e-mail para dizer se concordava com a gente. Como o horário era confiável, e éramos pioneiros nisso de programação pela internet, então o público só acessava mesmo o Cineinsite”, afirma.

Apaixonada por cinema, a ex-repórter do Cineinsite, Mariana Mendes, 36, conta que a experiência de estar no veículo entre 2007 e 2015 contribuiu para que ela se descobrisse ainda mais fã da sétima arte. Segundo a jornalista, uma das melhores características do site especializado era justamente a participação do público que o acompanhava.

“Amava produzir para o Cineinsite. Apesar do trabalho de fazer a programação, eu encarava como um momento de lazer dentro da minha rotina de trabalho. O Cineinsite tem um público fiel, apaixonado por cinema. Antigamente, os leitores também mandavam suas críticas nos comentários”, diz.

O chef de cozinha Ricardo Souza, 34, é um dos que compõem tal público fiel citado por Mariana. Assíduo, ele conta que acessa o site pelo menos duas vezes na semana para se programar na hora de ver os filmes que estão na “hype”, além de conferir as críticas, sinopses e futuros lançamentos. “Já buscava o Cineinsite desde a época do Cinema do Aeroclube, pois o site sempre tinha as melhores sinopses, críticas e sugestões. Até hoje continuo buscando a mesma página, para escolher uma sessão, ler uma notícia ou até mesmo conferir os próximos lançamentos. Com certeza, o Cineinsite será o meu preferido”, conta.

Embora seja um dos responsáveis pelo sucesso do Portal A TARDE - depois da editoria de esportes, o microportal é o mais acessado da plataforma - o Cineinsite perdeu um pouco do seu protagonismo em meio a quantidade de sites e aplicativos com objetivo semelhante. Porém, o leitor pode ficar tranquilo: pensando nisso, em breve, a página passará por mudanças de estrutura.

Para Mariana, a chave é investir no público do site. “Gostaria que tivesse mais participação das pessoas que tem vontade de contribuir, um espaço do leitor”, sugere.

Imagem ilustrativa da imagem Das telinhas do portal para as telonas do cinema; conheça a história do Cineinsite
A jornalista Ludmilla Carvalho foi a primeira editora do Cineinsite

Já Milena diz que é preciso melhorar a apresentação para os aparelhos celulares. “Hoje a maior parte dos usuários utilizam a internet pelo smartphone. Então, os sites precisam investir em uma interface mais ‘atrativa’, além de vídeos e galeria de fotos dos filmes para manter os usuários por mais tempo no portal”, complementa.

Ricardo, por sua vez, diz que a inclusão de promoções no Cineinsite, além de mais espaços para debater as notícias e críticas dos filmes seria importante. “Gostaria de ver promoções, claro! Não somente de ingressos mas sempre de algo relacionado a sétima arte como livros, chaveiro, canecas, até os ‘baldes’ de pipoca do cinema. Um espaço maior para o leitor, onde ele possa opinar a respeito dos filmes, das críticas postadas, e um sistema de cadastro para um possível clube de benefícios”, finaliza.

E você? Que tal contribuir para a estreia do novo Cineinsite? Envie sugestões, críticas e dúvidas para o nosso e-mail: [email protected]. Estamos ansiosos para conferir as suas impressões, leitor!

*Sob a supervisão do editor Nelson Luis

Publicações relacionadas