Estrela nos anos 2000, Amanda Bynes é libertada de tutela da mãe

Atriz protagonizou grandes sucessos teens como Tudo Que Uma Garota Quer (2003) e Ela é o Cara (2006)

Publicado terça-feira, 22 de março de 2022 às 19:45 h | Atualizado em 22/03/2022, 19:45 | Autor: Da Redação
Tutela foi iniciada no final de 2013 após ela ter, supostamente, colocado fogo na garagem da casa onde estava morando
Tutela foi iniciada no final de 2013 após ela ter, supostamente, colocado fogo na garagem da casa onde estava morando -

Próximo de completar 36 anos no próximo dia 3 de abril, a ex-estrela teen dos anos 2000, Amanda Bynes, teve a tutela judicial dos pais encerrada nesta terça-feira, 22. A atriz, famosa por filmes como Tudo Que Uma Garota Quer (2003) e Ela é o Cara (2006), passou quase nove anos sob a guarda da mãe. 

A tutela foi iniciada no final de 2013 após ela ter, supostamente, colocado fogo na garagem da casa onde estava morando, na Califórnia. Na época, Bynes foi internada em uma clínica psiquiátrica, involuntariamente. A defesa da atriz entrou com uma petição no Tribunal Superior do Condado de Ventura, na Califórnia, para encerrar a tutela da mãe, Lynn, em 23 de fevereiro deste ano. Porém, diferentemente do caso de Britney Spears, que enfrentou uma longa batalha judicial, o fim da tutela de Amanda foi apoiado pelos pais da atriz.

Segundo o juiz do caso, a tutela não era mais necessária, já que os documentos apresentados pelo advogado de Bynes comprovaram o seu bem estar físico e psicológico. Segundo carta da terapeuta anexada no caso, a atriz “não sofre de nenhuma aparente deficiência de atenção, nenhuma dificuldade de processar informação, nenhuma perturbação de humor ou comportamento, e nenhum distúrbio de pensamento".

Com a decisão da justiça norte-americana, a artista voltará a ser responsável por suas próprias finanças e pelas decisões da sua vida, em geral. Afastada das telonas há 12 anos, atualmente, Bynes é noiva de Paul Michael e mora desde 2020 em uma instituição comunitária que abriga mulheres com problemas médicos ou de abuso de substâncias. Ela também estuda moda em Los Angeles. Seu último trabalho no cinema foi em A Mentira (2010). 

Em depoimento exclusivo à People, Amanda comemorou o fim da guarda judicial. "Após a decisão de hoje do juiz para rescindir minha tutela, gostaria de agradecer aos meus fãs por seu amor durante esse período. Eu também gostaria de agradecer ao meu advogado e meus pais por pelo apoio nos últimos nove anos. Nos últimos anos, tenho trabalhado duro para melhorar minha saúde para que eu possa viver e trabalhar independentemente, e continuarei a priorizar meu bem-estar neste próximo capítulo. Estou animado com meus próximos esforços - incluindo minha linha de fragrância - e estamos ansiosos para compartilhar o quanto antes", disse.

Publicações relacionadas