Todos os poderes de Harry Potter; Saga completa 23 anos nesta sexta

Publicado sexta-feira, 26 de junho de 2020 às 06:00 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Bianca Carneiro*

“Palavras são, na minha nada humilde opinião, nossa inesgotável fonte de magia”. Se você é fã de Harry Potter, série de sete romances de fantasia escrita pela autora britânica J. K. Rowling, certamente reconheceu esta frase de algum lugar. Nesta sexta-feira, 26, data que marca o aniversário de lançamento do primeiro livro, o Cineinsite A TARDE relembra alguns dos maiores poderes difundidos até hoje pelo enorme número de fãs das obras.

Foi há 23 anos atrás, que chegava às livrarias a saga que conquistaria uma imensa legião de fãs, com 450 milhões de livros traduzidos para mais de 70 idiomas. Para além das páginas, a aventura vivida em Hogwarts ganhou vida nas telas do cinema, virou parque temático e rendeu linhas de brinquedos, roupas e acessórios. Ao todo, estima-se que a franquia cinematográfica de Harry Potter tenha arrecadado aproximadamente US$ 25 bilhões.

No Brasil, o lançamento do primeiro volume aconteceu três anos mais tarde: o bruxinho mais famoso do mundo completou em abril, 20 anos da sua chegada. Apesar do atraso, o sucesso continuou estrondoso por aqui. Atualmente, o país é o sétimo mercado de livros da obra, com mais de 5 milhões de cópias vendidas.

Imagem ilustrativa da imagem Todos os poderes de Harry Potter; Saga completa 23 anos nesta sexta
A estudante Alana Barbosa se apaixonou a primeira vista pelas obras de J. K. Rowling | Foto: Arquivo pessoal

Em meio aos milhares de fãs brasileiros, está a estudante Alana Barbosa, 26 anos. A paixão, segundo ela, começou há 16 anos depois de assistir o primeiro filme baseado na história. “Eu que não acredito em amor à primeira vista, mordi a língua quando me apaixonei pelo filme Harry Potter e a Pedra Filosofal. Tinha 10 anos na época, e desde então, estou com os personagens. Torço para que esse amor pela saga seja transmitido aos meus filhos”, diz.

A estudante conta que um dos seus sonhos é visitar o parque The Wizarding World of Harry Potter, nos Estados Unidos, e que considera Harry Potter importante para sua saúde mental, sendo uma forma de bem estar. “Em um contexto de tantas crises humanitárias, preconceitos e genocídios, a saga é um alívio porque mostra a importância de se estar acompanhadx, e que no final apesar dos pesares, o bem sempre triunfa”, ressalta.

Quem também utiliza as obras como uma forma de relaxar é a estudante Pâmela Aquino. A introdução aos livros de Harry Potter começou há quase três anos atrás, em um momento complicado da sua vida e desde então não parou mais. “Meu livro preferido é o Enigma do príncipe e meu personagem favorito é o Severo Snape”, afirma.

Imagem ilustrativa da imagem Todos os poderes de Harry Potter; Saga completa 23 anos nesta sexta
A estudante Pâmela Aquino prefere os livros aos filmes | Foto: Reprodução | Arquivo Pessoal

“Para mim, a saga representa perseverança, integridade, porque o Harry passa por muita coisa desde pequeno, mas não se torna uma pessoa ruim por causa disso. É uma história muito bonita de amizade, perseverança”, conta ela, que até hoje recorre aos filmes quando não está bem.

O poder da amizade

Dividido entre as incansáveis maratonas dos filmes e livros e as coleções, em alguns casos, o amor por Harry Potter se estende ainda pela pele dos fãs através de tatuagens contendo a mitologia da série. “Tenho duas tatuagens em homenagem: as relíquias da morte, que para mim é o principal símbolo de Harry Potter e a plataforma 9 ¾, por onde todos embarcam”, enumera Alana Oliveira, 24, fã do bruxinho há aproximadamente 17 anos.

“Em todas as fases da minha vida, a saga estava e está presente, são muitos anos, muitas emoções, é muito importante e sempre vai ser. Melhor saga não existe, amo demais”, declarou.

Imagem ilustrativa da imagem Todos os poderes de Harry Potter; Saga completa 23 anos nesta sexta
Alana Oliveira possui duas tatuagens em homenagem ao bruxinho | Foto: Reprodução | Arquivo Pessoal

Quando completou 18 anos, o psicólogo Leonardo Ribeiro, 24, resolveu que sua primeira tatuagem seria o símbolo das relíquias da morte, junto a frase "After all this time? Always" (Depois de todo esse tempo? Sempre). Ele, que conheceu Harry Potter aos 6 anos ao assistir A Pedra Filosofal nos cinemas, diz que a frase é uma forma de lembrar a si mesmo de ser fiel aos seus princípios e valores.

“Li todos os livros de forma inusitada: comecei pelo sétimo e só depois de adulto os li em ordem crescente. Acompanhei todos os filmes no cinema, assistindo com minha mãe, amigos ou sozinho”, conta.

Outro que também fez das relíquias da morte a sua primeira tatuagem foi o estudante Eliabe Reis, 29. No entanto, como já era de se esperar, os fãs também trouxeram para a vida real uma das maiores lições deixadas pelas obras: a força da amizade. Assim como Harry, que encontrou na dupla Rony e Hermione um porto seguro para enfrentar todos os perigos do mundo mágico, Eliabe descobriu uma segunda família nos amigos do fã clube soteropolitano “Harry Potter Salvador - Magic Zoo”.

“A gente está sempre falando de Harry Potter ou de algum assunto ligado. A saga não é só importante, ela está sempre presente e representa realmente essa amizade que eu tenho. Meus amigos mais chegados são do fã clube, não tem como pensar neles e não pensar na saga e em como tudo começou devido as estreias do filme”, afirma Eliabe, que além de colecionar objetos, ainda faz cosplay dos personagens.

Foi, inclusive, ao lado do fã clube que o estudante viveu um dos seus momentos mais especiais, quando o grupo foi convidado a fazer uma apresentação com a Orquestra Sinfônica da Bahia (Osba), no projeto Cineconcerto, que homenageia temas de filmes.

“Nesta apresentação, a gente realizou uma encenação contando a história do primeiro filme. Era algo mais teatral que a gente fazia para o público que estava ouvindo a trilha sonora e a gente interpretando a história. Foi muito gratificante para nós enquanto fã clube. Da primeira vez que a gente apresentou, eram cinco mil pessoas na Concha Acústica, todo mundo aplaudindo de pé”, contou.

Imagem ilustrativa da imagem Todos os poderes de Harry Potter; Saga completa 23 anos nesta sexta
Eliabe Reis em cosplay do personagem Quirino Quirrell, um dos primeiros inimigos de Harry Potter | Foto: Reprodução | Arquivo Pessoal

Possibilitar as amizades parece então, ser mesmo uma das magias mais poderosas do universo de J. K. Rowling. O psicólogo Leonardo também cita memórias inesquecíveis a partir da produção, e acredita que se não fosse a saga, alguns dos seus grandes momentos junto aos amigos, talvez não acontecessem.

“Durante a escola, vários amigos compartilhavam do fascínio pela saga, então brincávamos de bruxaria, trocávamos brinquedos, escrevíamos histórias e pensávamos em teorias. Um dos momentos mais especiais foi ter assistido o lançamento do oitavo filme, Relíquias da Morte parte 2, em uma sala repleta de fãs caracterizados de seus personagens favoritos”, recorda.

O poder do conhecimento

Valorizado sobretudo pela bruxinha Hermione Granger, o conhecimento é um ponto alto da rica mitologia de J.K. Rowling. Não basta ser forte ou corajoso, é preciso saber o máximo possível sobre os tipos de feitiço, os artefatos mágicos e os povos que habitam os arredores de Hogwarts.

Em comemoração aos 23 anos de Harry Potter, linguistas da plataforma de idiomas Babbel listaram os diferentes idiomas fantásticos e seus principais representantes. Confira:

Grugulês: língua nativa dos duendes. Falantes mais famosos: Os duendes no Banco Gringotes, incluindo Griphook;

Serêiaco: língua nativa dos sereianos. É adaptada para ser falada debaixo da água, onde soa como inglês aos ouvidos de Harry. Porém, fora da água, se torna um chiado. Falantes nativos mais famosos: Sereianos no lago de Hogwarts;

Trasgueano: língua primitiva, na qual os falantes produzem grunhidos, mas também conseguem reproduzir algumas palavras simples dos idiomas humanos. Falante mais famoso: trasgo da montanha que invade Hogwarts em “Harry Potter e a Pedra Filosofal”;

Ofidioglossia: língua das cobras e outras criaturas mágicas serpentinas, como o Basilisco ou a Serpente Chifruda. É um som assobiado, semelhante ao de uma cobra. Falantes mais famosos: Salazar Sonserina, a família Gaunt, Lord Voldemort.

Imagem ilustrativa da imagem Todos os poderes de Harry Potter; Saga completa 23 anos nesta sexta
O psicólogo Leonardo Ribeiro coleciona diversos artigos da saga | Foto: Reprodução | Arquivo Pessoal

*Sob supervisão da editora Keyla Pereira

Publicações relacionadas