Vídeo: Cinco momentos marcantes do Oscar que merecem replay | A TARDE
Atarde > A TARDE + > CINEINSITE

Vídeo: Cinco momentos marcantes do Oscar que merecem replay

Cerimônia aconteceu neste domingo, 12, no Dolby Theatre, em Hollywood

Publicado segunda-feira, 13 de março de 2023 às 11:54 h | Autor: AFP
Lady Gaga subiu ao palco da premiação para cantar "Hold My Hand", composta para o filme "Top Gun: Maverick"
Lady Gaga subiu ao palco da premiação para cantar "Hold My Hand", composta para o filme "Top Gun: Maverick" -

"Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo" foi o grande vencedor da 95ª edição do Oscar neste domingo, 12, faturando 7 estatuetas, incluindo o de Melhor Filme.

Veja cinco momentos marcantes da cerimônia no Dolby Theatre, em Hollywood.

O sobrevoo de "Top Gun" 

Após o desfile das estrelas no tradicional tapete, que, excepcionalmente este ano não foi vermelho, mas sim creme, a premiação foi ao ar com uma abertura inesquecível.

Dois caças da Marinha dos Estados Unidos sobrevoaram o Dolby Theatre — local da cerimônia em Hollywood — a apenas 300 metros de distância, em homenagem ao filme indicado "Top Gun: Maverick", a nostálgica sequência do sucesso de bilheteria de Tom Cruise.

Muitas pessoas saíram de suas casas e comentaram nas redes sociais especulando o que estava acontecendo com os aviões nos céus de Los Angeles.

Os caças pertenciam ao esquadrão Flying Eagles e vieram de uma base aérea militar próxima da Califórnia, revelou a Academia mais tarde em um comunicado.

"Muito obrigada à Marinha dos Estados Unidos por ajudar a executar uma cerimônia única de abertura do Oscar", disseram os produtores do evento.

Lady Gaga e Rihanna

Ostentando sua barriga de grávida, que já havia exibido no show do intervalo do Super Bowl em fevereiro, Rihanna apresentou sua canção indicada ao Oscar de Melhor Canção Original "Lift Me Up".

A música foi trilha sonora do filme da Marvel "Pantera Negra: Wakanda Para Sempre" e é uma homenagem ao falecido ator Chadwick Boseman, que interpretou o protagonista no primeiro filme da sequência.

 

Outra indicada na mesma categoria, Lady Gaga também subiu ao palco da premiação usando roupas confortáveis e quase sem maquiagem para cantar "Hold My Hand", composta para o filme "Top Gun: Maverick".

Lenny Kravitz, por sua vez, protagonizou um momento emocionante no piano ao cantar a música "Calling All Angels" para o segmento In Memoriam, que relembrou personalidades do mundo do cinema que faleceram no ano passado.

O anúncio havia sido feito anteriormente por John Travolta, que chorou ao se referir a Olivia Newton-John, com quem co-estrelou o filme "Grease" e que faleceu em agosto de 2022.

 

  

Uma burra e um urso

A cerimônia seguiu conforme o planejado, mas contou com a participação de convidados surpresas: um burro representando a personagem de "Banshees de Inisherin" e o urso de "O Urso do Pó Branco".

Enquanto o burro era real, o urso foi interpretado por um ator vestindo uma fantasia bruta, ilustrando, segundo a diretora da comédia, Elizabeth Banks, a importância da tecnologia no cinema.

"Sem os efeitos especiais, o urso seria assim", brincou.

Colin Farrell, protagonista de "Banshees de Inisherin", deu um beijo carinhoso no burro, que, no entanto, não foi com quem contracenou no filme, garantiu a revista especializada Variety, citando uma fonte.

 

  

O viral "Naatu Naatu" 

A trilha-sonora viral "Naatu Naatu" do sucesso de bilheteria "RRR" fez história no domingo ao ser a primeira música de um filme indiano a ganhar um Oscar de Melhor Canção Original, superando Lady Gaga e Rihanna nesta categoria.

A vitória foi sucedida por uma performance coreográfica deslumbrante e enérgica.

"RRR", é uma ficção de três horas que conta a história de dois revolucionários durante o período colonial na Índia através de cenas de ação visualmente poderosas.

 

  

O tapa que marcou o Oscar

Um ano após o ator Will Smith subir ao palco da premiação para dar um tapa no rosto do comediante Chris Rock, o episódio foi alvo de muitas piadas no domingo.

"Se um de vocês não está feliz com uma piada e decide entrar em conflito, não vai ser fácil", disse o apresentador, Jimmy Kimmel, fazendo referência à música de sucesso "Gettin' Jiggy With It", de Will Smith.

Já que o potencial agressor, disse ele, teria que enfrentar uma série de super-heróis, presentes no Oscar, brincou, citando o Homem-Aranha, Andrew Garfield, e o protagonista da série de TV The Mandalorian, Pedro Pascal.

"Se alguém neste teatro cometer um ato de violência em qualquer momento do espetáculo, será reconhecido com um Oscar de Melhor Ator e poderá fazer um discurso de 19 minutos", aludindo ao retorno de Smith ao palco após o incidente para receber seu prêmio na categoria.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS