Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > A TARDE ESG
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
25/08/2023 às 11:12 • Atualizada em 25/08/2023 às 11:29 - há XX semanas | Autor: Da Redação

GOVERNANÇA NAS CIDADES

No Rio, microchip em pets passará a ser obrigatório

Objetivos da medida são facilitar identificação de cães e gatos e o controle de possíveis doenças

Para os pets, a aplicação do chip não dói mais do que a vacinação de rotina, nem requer anestesia
Para os pets, a aplicação do chip não dói mais do que a vacinação de rotina, nem requer anestesia -

A colocação de microchips em cães e gatos domésticos no Rio de Janeiro vai se tornar obrigatória. O serviço já é realizado pela prefeitura, mas ainda é opcional. O objetivo é facilitar a identificação dos pets e controle de possíveis doenças transmitidas pelos animais aos humanos.

Em 27 de julho, a Câmara Municipal do Rio aprovou a lei que torna a microchipagem obrigatória. Para entrar em vigor, porém, ela precisa ser regulamentada pelo Executivo municipal, o que ainda não foi feito. O prefeito Eduardo Paes tem um prazo de 60 dias para fazer isso, contado a partir da data que a lei foi aprovada. O serviço pode ser feito gratuitamente quando o microchip passar a ser obrigatório.

Para os pets, a aplicação do chip não dói mais do que a vacinação de rotina, nem requer anestesia. O procedimento é realizado por profissional treinado e é semelhante à administração de uma vacina ou injeção de rotina. O microchip vem pré-carregado em um aplicador estéril e é injetado sob a pele solta, entre as omoplatas. O processo leva apenas alguns segundos.

O registro é feito no sistema Sisbicho, da Secretaria Municipal de Saúde. Por ele, o animal recebe um chip com as informações de seu cadastro. Os dados são do dono do pet, desde o nome ao CPF e endereço, e do próprio pet, como nome, espécie, raça, cor e idade. O sistema também inclui uma foto do animal, que pode ser impressa e usada como uma carteira de identidade.

Com a lei em vigor, os donos terão seis meses para colocar o microchip em seus pets. No caso de animais que nascerem depois da entrada em vigor da nova norma, o equipamento deverá ser colocado até os animais completarem seis meses.

Veja mais em A TARDE ESG

Assuntos relacionados

A Tarde ESG CHIP DE IDENTIFICAÇÃO esg GOVERNANÇA NAS CIDADES ODS pets Rio de Janeiro

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

A Tarde ESG CHIP DE IDENTIFICAÇÃO esg GOVERNANÇA NAS CIDADES ODS pets Rio de Janeiro

Cidadão Repórter

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

A Tarde ESG CHIP DE IDENTIFICAÇÃO esg GOVERNANÇA NAS CIDADES ODS pets Rio de Janeiro

Publicações Relacionadas

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA