A TARDE Play lança série sobre impactos dos combustíveis na economia | A TARDE
Atarde > A TARDE Play

A TARDE Play lança série sobre impactos dos combustíveis na economia

Com três episódios, o conteúdo aborda os efeitos da privatização e o encarecimento do custo de vida

Publicado segunda-feira, 11 de setembro de 2023 às 14:49 h | Autor: A TARDE Play
Imagem ilustrativa da imagem A TARDE Play lança série sobre impactos dos combustíveis na economia
-

Estreou hoje, 11, a nova série do A TARDE Play. O conteúdo original tem como objetivo conhecer o caminho percorrido pelos combustíveis, e os impactos que esse recurso estratégico tem sobre o cotidiano do país.

A série foi a campo ouvir especialistas do setor de petróleo, economistas, empresários, lideranças sindicais e a própria população, e o resultado dessa pesquisa está disponível no canal do A TARDE Play no Youtube.

Divida em três episódios, a primeira matéria aborda os critérios de precificação dos derivados de petróleo, compreendendo seu percurso desde as reservas até às bombas dos postos, trazendo depoimentos de atores envolvidos diretamente com o setor energético. 

De acordo com o Diretor de Comunicação do Sindipetro da Bahia, Radiovaldo Costa, “os recursos energéticos sempre foram objeto de disputa, não só no Brasil, mas no mundo". Ao recuperar os eventos históricos dos dois últimos séculos, com o avanço do desenvolvimento industrial em todo o planeta, Radiovaldo enfatiza que inúmeros conflitos se originaram em decorrência das "fortes disputas econômicas, políticas e de dominação acerca dos recursos de geração de energia, em especial, do petróleo”.

O primeiro episódio da série também debate a polêmica que envolve a privatização da Refinaria Landulpho Alves e a elevação no preço dos combustíveis, encarecimento que se reflete no setor de bens e serviços e, por consequência, no dia a dia da população em geral.

A aposentada Yonne Gentil é contundente ao criticar a venda da RLAM: “a privatização não foi boa para a gente, porque entregamos uma das nossas refinarias para o setor privado, o que nos trouxe prejuízo. Inclusive, está se vendo que a nossa gasolina, aqui na Bahia, é mais cara que no sul e no centro-oeste, justamente em função dela ter sido privatizada.”

Já o Presidente do Sindicombustíveis, Walter Tannus Freitas, comenta que, em 2021, quando houve a privatização da refinaria Landulfo Alves, "ela foi privatizada sob um modelo, proposto pelo governo federal de então, que sinalizava para a sociedade e para todo os órgãos, inclusive câmara federal e senado, as intenções daquele formato de privatização." No entanto, com as mudanças para o setor de petróleo e gás, efetuadas pela nova gestão do executivo nacional, eleita em 2022, derrubando o Preço de Paridade de Importação como referencial para o cálculo nos valores dos combustíveis, Tannus afirma que "a Bahia não pode ficar sendo uma ilha, nós precisamos resolver isso”.

A série que estreou hoje, vai até 13 de setembro, com um novo vídeo a cada dia, no canal A TARDE Play no YouTube. Acompanhe!

A TARDE Play
 

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS