Assista reportagem especial sobre Dia da Pessoa com Deficiência | A TARDE
Atarde > A TARDE Play

Assista reportagem especial sobre Dia da Pessoa com Deficiência

A reportagem traz pontos de vistas de diferentes pessoas com deficiência sobre o espaço onde vivem

Publicado quinta-feira, 21 de setembro de 2023 às 14:15 h | Atualizado em 21/09/2023, 17:21 | Autor: Vagner Ferreira | A TARDE Play
Participam da reportagem o filósofo Marcelo Zig, o pedagogo Marcos André, o jornalista Ednilson Sacramento e a influenciadora digital Cacai Bauer
Participam da reportagem o filósofo Marcelo Zig, o pedagogo Marcos André, o jornalista Ednilson Sacramento e a influenciadora digital Cacai Bauer -

Neste 21 de setembro, Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, o A TARDE Play lançou uma reportagem inédita para falar sobre a pluralidade de corpos, possibilidades e existências. A equipe foi a campo conhecer as rotinas e as visões de mundo que as pessoas com as mais diversas condições físicas construíram a partir das potências identificadas em seus próprios corpos e na sua relação com o espaço onde vivem.

Percebendo que a inadequação está no caráter excludente de um mundo que nega acesso aos indivíduos que não se enquadram em um padrão de vida restrito, o A TARDE Play buscou abrir o debate sobre o direito à cidade e a uma vida autônoma. Para isso, conversou-se com o filósofo Marcelo Zig, o pedagogo Marcos André e o jornalista Ednilson Sacramento, além do jornalista diagramador Dalmo Lemos, da influenciadora digital, Cacai Bauer, e da intérprete em Libras, Gabriela Matos.

Ao lado da intérprete Gabriela Matos, o pedagogo Marcos André nos conta, por meio da Língua Brasileira de Sinais, que sente, percebe e participa dos lugares “como uma pessoa que luta pela acessibilidade”. Ele, que é um homem com deficiência auditiva, desabafa sobre os obstáculos que precisa enfrentar: “Tem os entraves que a sociedade nos impõe, e eu sinto esse prejuízo”.

Segundo dados do IBGE, atualizados em 2022, o Brasil tem pouco mais de 18 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, que podem ser enquadradas como física, intelectual, visual, auditiva ou múltipla. Tal dado engloba tanto os indivíduos que já nasceram com alguma limitação, quanto aqueles que adquiriram uma deficiência ao longo da vida, seja através de uma doença ou acidente.

O Jornalista Ednilson Sacramento se tornou um deficiente visual ao longo da vida. “Quando eu perdi a visão, eu passei, sem sombras de dúvidas, a viver de uma outra forma. A maneira como eu me comunico, caminho e interajo com as pessoas mudou. A própria maneira com que as informações circulam no mundo mudou", relembra Ednilson.

A influenciadora digital Cacai Bauer nasceu com Síndrome de Down e, hoje em dia, ela utiliza da comunicação através das redes sociais para compartilhar um pouco de seus desafios e de sua rotina para inúmeras pessoas. Só no instagram ela soma quase 500 mil seguidores. Nos vídeos ela aconselha: “Seja você mesma. Que todo mundo saiba que ser diferente é normal”. 

Por fim, o filósofo Marcelo Zig, que também passou a ter deficiência quando adulto, aos 21 anos, precisando utilizar da cadeira de rodas como instrumento de locomoção, traça um paralelo entre o antes e o depois dessa condição e alerta: “Acessibilidade não é uma pauta específica da pessoa com deficiência e sim um debate importante e necessário para toda a sociedade, pois se os espaços já tiverem acessíveis às relações inclusivas, quando uma pessoa nasce com deficiência ou se torna uma pessoa com deficiência a partir de suas experiências, não vai ficar mais a ideia no radar dela, no imaginário dela, de que a vida dela naquele momento acabou”, diz.

Assista a reportagem completa:

Assista a reportagem completa:

A TARDE Play
 

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS