adblock ativo

Amigos se despedem de PM morto em Feira de Santana

Publicado quinta-feira, 15 de novembro de 2012 às 20:26 h | Atualizado em 15/11/2012, 20:26 | Autor: Luiz Tito, da sucursal Feira de Santana
adblock ativo

Com todas as honrarias militares, foi sepultado na tarde desta quinta-feira, 15, no cemitério São João Batista, no bairro da Mangabeira, em Feira de Santana (a 108 Km de Salvador), o corpo do policial militar Paulo Rogério Araújo, 40 anos, assassinado no último dia 14. De acordo com a estimativa do Corpo de Bombeiros, mil pessoas entre colegas de trabalho, amigos e familiares estiveram presentes ao local, prestando as últimas homenagens ao PM.

Após ser velado em sua residência, no bairro da Conceição II, o corpo do PM foi conduzido por um carro do Corpo de Bombeiros, que percorreu cerca de 10 km, até o cemitério. No local, após minuto de silêncio e tiros de balas de festim, o corpo foi sepultado.

Muito emocionada, a esposa do PM desmaiou e foi preciso ser retirada do local, homens do Corpo de Bombeiros prestaram socorro.

Na quarta-feira, 14, Paulo Rogério saiu do trabalho para almoçar em sua residência, no bairro da Conceição, local do crime. Pilotando sua moto e fardado, o mesmo foi surpreendido a principio, por dois criminosos em fuga, após um assalto a um abatedouro. Houve troca de tiros, o PM foi atingido. Conduzido para o Hospital  Regional Clériston Andrade, não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo a Policia Militar, horas depois, houve um embate entre policiais  e dois homens suspeitos de serem os autores dos disparos contra o militar. Após intensa troca de tiros, os suspeitos foram feridos. Socorridos para Hospital Clériston Andrade, não resistiram e morreram.

Doação - O Soldado Paulo Rogério Araújo integrava a corporação há 18 anos e era lotado na 66ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM). Após a confirmação da morte, a esposa do PM autorizou a doação de suas córneas.  "Era um desejo dele", disse.

Com a morte de Araújo, nas estatísticas do mês de novembro, sobe para três, o número de policiais militares mortos, em Feira de Santana.

adblock ativo

Publicações relacionadas