adblock ativo

Acusado de matar criança diz já ter matado outra em SP

Publicado quinta-feira, 24 de julho de 2014 às 18:27 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Da Redação
Pedro Damião Cruz da Sena, acusado de estupro e morte
Pedro Damião Cruz da Sena, acusado de estupro e morte -
adblock ativo

O  marceneiro paulista Pedro Damião Cruz de Sena, 41, preso pelo estupro e morte do garoto Janderson dos Santos Mota, 6 anos, em Pernambués, foi apresentado à imprensa, na tarde desta quinta-feira, 24, na sede do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), na Pituba.

O marceneiro contou detalhes do crime. "Ele estava brincando com minhas moedas, foi pego de surpresa. Peguei ele pelo pescoço, não teve como gritar". Friamente,  o paulista revelou como fez para imobilizar a vítima.

"Ele disse que tinha cheirado tíner [solvente de tinta] e que estava alucinado", contou a delegada Jamila  Cidade, titular em exercício da 2ª Delegacia de Homicídios. "Pediu ao menino que tirasse a roupa para tomar banho e depois o atacou", complementou a delegada.

Pedro, que é foragido do Hospital de Custódia de São Paulo, onde estava internado por ter matado um menino de 9 anos,  foi preso por policiais em Itabuna (a 433 km da capital), na quarta, 23, na rodoviária da cidade, após ser reconhecido em uma foto de matéria do jornal Massa!, do Grupo A TARDE.

Assista aos trechos da entrevista do acusado

adblock ativo

Publicações relacionadas