AGT afirma que taxista que atropelou casal em Salvador teria passado mal

Publicado terça-feira, 07 de setembro de 2021 às 10:22 h | Atualizado em 07/09/2021, 10:27 | Autor: Da Redação

A Associação Geral dos Taxistas de Salvador (AGT) se posicionou nesta terça-feira, 7, sobre o acidente que tirou a vida de duas pessoas no ultimo sábado, 4, em Salvador. De acordo com o Denis Paim, presidente da instituição, Erivaldo Souza, de 61 anos, motorista que conduzia o taxi no Bairro Liberdade, tinha problemas de pressão arterial e essa teria sido a causa do atropelamento. A informação é do G1.

Veja aqui: Acidente com táxi mata duas pessoas e deixa outras duas feridas na Liberdade 

Paim disse ainda que o colega já havia passado mal ao volante anteriormente e, mesmo não tendo acordado bem no dia do acidente, foi trabalhar: “Se o taxista não sai, ele não ganha dinheiro”. Segundo ele, familiares de Souza apresentaram um boletim médico, que apontou que o taxista teve complicações por conta de hipertensão e diabetes.

O taxista está internado em estado grave no Hospital Geral do Estado (HGE). No acidente, morreram no local Shylane Guimarães e Adriandson de Souza. O sepultamento ocorreu na segunda-feira, 6, no Cemitério Bosque da Paz, na capital baiana.

Outras duas pessoas ficaram feridas, mas não há informações sobre o estado de saúde delas.

Publicações relacionadas