Após rescisão com a CSN, prefeitura monta operação emergencial de transporte

Publicado domingo, 28 de março de 2021 às 21:29 h | Atualizado em 28/03/2021, 21:34 | Autor: Da Redação

Após o anúncio da rescisão contratual com a CSN e o aviso de paralisação dos rodoviários da empresa a partir desta segunda-feira, 29, a Prefeitura de Salvador, através da Secretaria de Mobilidade (Semob), preparou uma operação emergencial de transporte buscando garantir o atendimento dos usuários do transporte público na região operada pela concessionária.

A partir desta segunda, o atendimento aos usuários que utilizavam as linhas operadas pela CSN será realizado através de ônibus do Subsistema de Transporte Especial Complementar (Stec), mais conhecidos como Amarelinhos, conforme definido em reunião realizada na tarde deste domingo, 28.

O plano emergencial irá atender os usuários de 30 linhas das 68 operadas pela CSN. Além da possibilidade de integração com o metrô, os principais corredores da cidade e trechos considerados de micro acessibilidade serão utilizados pelo subsistema.

Os ônibus atuarão no trecho operado pela CSN, que compreende a Estação Mussurunga e o corredor da Orla. Cerca de 200 veículos “amarelinhos” irão atuar na operação. Com isso, as linhas regularmente operadas pelo Stec estarão temporariamente suspensas, até que a situação seja normalizada.

“É uma situação inusitada tanto para o transporte complementar quando para nós da secretaria, e precisaremos trabalhar em parceria para manter o atendimento aos usuários do transporte”, destacou Fabrizzio Muller, secretário de Mobilidade da capital.

Orientação

Os usuários deverão se orientar pelo nome da linha, que ficará exposto no letreiro dos ônibus. A integração será permitida com metrô e outras linhas urbanas. Segundo ressalta a Semob, não será permitida a integração com linhas metropolitanas.

Os amarelinhos começarão a circular a partir das 4h, saindo dos bairros em direção às estações, e as últimas viagens irão acontecer às 21h, saindo das estações, e mantendo os horários da operação para o toque de recolher. A operação será acompanhada diariamente por equipes da Semob, para que sejam feitos os ajustes necessários.

Confira abaixo as linhas que serão operadas pelo STEC a partir desta segunda-feira: 

Publicações relacionadas