Artistas do CowParade visitam Martagão Gesteira

Publicado sexta-feira, 15 de novembro de 2019 às 09:20 h | Atualizado em 15/11/2019, 11:22 | Autor: Bruno Brito*

O Hospital Martagão Gesteira recebeu a visita de alguns artistas plásticos, na manhã de ontem, os quais pintaram as vaquinhas na 13° edição do CowParade Brasil. O hospital será uma das instituições beneficiadas com o leilão das obras. Os artistas conheceram as instalações e o trabalho realizado pelo hospital que, anualmente, atende mais de 80 mil crianças e realiza mais de 500 mil atendimentos. O leilão das obras acontece na próxima quiinta-feira, 21.

Entre os 60 artistas que fizeram as obras, oito estiveram presentes na visita. São eles: Alessandra Menezes, Catarina Argolo, Kátia Cunha, Menelaw Sete, Núbia Pinheiro, Ruy Carvalho, Teca Abbehusen e Yosh José. Os artistas foram recebidos por Rosina Bahia, presidente de Honra da Liga Álvaro Bahia e neta de Álvaro. Além de Maurício Martins, presidente do Conselho da Liga e Felipe Feitosa, gestor de captação de recursos.

Na oportunidade, os artistas visitaram o ambulatório da oncologia, a enfermaria, a Unidade de Treinamento Desospitalar (UTD), a Unidade de Tratamento Intensiva Pediátrica B Ivete Sangalo, a Classe Hospitalar, a Brinquedoteca, a UTI Neonatal, o Memorial Álvaro Bahia, o auditório e por fim, o ambulatório.

Com uma relação pessoal com o hospital, Yosh José, autor da vaquinha "Salvador", lembrou de quando precisou passar por uma cirurgia realizada no Martagão, para correção de um problema nos pés, aos 12 anos. "Quando soube da visita, tinha que vir. Eu vinha muito aqui, fazer o tratamento, colocar e tirar gesso. Precisei fazer uma cirurgia aqui, tive que vir bastante aqui".

Segundo Yosh, o problema nos pés contribuiu muito para que ele pudesse desenhar ainda na infância. "Eu ficava parado, desenhando, por conta da limitação nos pés. A cirurgia foi fundamental, para que eu melhorasse". O artista também falou sobre o trabalho desenvolvido no hospital. "É uma causa nobre, tenho uma coisa especial e pessoal. O hospital mudou bastante, naquela época o atendimento já era muito bom, agora acho que tá ainda melhor. É importante que existam parceiros para ajudar cada vez mais esse projeto".

O artista plástico, Menelaw Sete, autor da vaquinha "Sob o sol de Salvador" estava retornando ao hospital uma vez que desenvolveu, ainda no início da carreira, uma ação com bailarinos, músicos e realizou pinturas com as crianças. Ele destacou a importância de fazer parte desse momento de ajuda ao hospital.

"É muito relevante, principalmente por esse movimento de estar ligado à causas sociais, como é o Martagão, com o objetivo de curar as crianças. Eu fico muito feliz", disse.

Kátia Cunha, autora da vaquinha "Florisbela" em homenagem ao outubro rosa, criou lenços e echarpes, cuja arrecadação de vendas será destinada ao hospital, para compra de presentes para as crianças. Ela falou sobre a emoção de retornar ao local. "Eu tô muito emocionada de estar voltando aqui, vendo que nosso projeto é para uma ótima causa. Eu fiquei muito feliz logo que soube, que o CowParade iria beneficiar o Martagão".

O Martagão Gesteira é o maior hospital exclusivamente pediátrico do Norte e Nordeste. Mantido pela Liga Álvaro Bahia, a entidade funciona há 54 anos e realiza 500 mil atendimentos gratuitos ao público.

A presidente de honra da Liga Álvaro Bahia Contra a Mortalidade Infantil, Rosina Bahia, falou sobre a importância das doações e como elas contribuem para o funcionamento do hospital. "É de uma importância que transcende o nosso pensamento. Eles com a arte deles, vão nos ajudar com a nossa arte de curar. Essa sensibilidade e criatividade vão se transformar em recursos que vão poder ajudar o hospital em beneficiar muitas crianças e adolescentes que são tratadas aqui".

Além do Martagão Gesteira, serão beneficiados as Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), a Fábrica Cultural, Associação de Margareth Menezes e a Pracatum, de Carlinhos Brown. O dinheiro arrecadado no leilão público será dividido da seguinte forma: das 60 obras de vacas da CowParade Salvador, o valor de 58 serão destinados à Osid e ao Hospital Martagão Gesteira. E o valor das duas obras restantes, pertencentes à Margareth Menezes e Brown, vão para suas respectivas instituições.

Leilão

Atualmente, as obras estão em exposição no Shopping da Bahia, onde permanecem até o dia 20. O leilão beneficente das obras acontece no dia 21, próxima quinta-feira, na Pupileira, às 20h. O leilão também está acontecendo virtualmente desde o dia 19 de outubro e o lance inicial para as obras é de R$ 6 mil reais. Os lances podem ser feitos no site: cowparade.com.br.

O CowParade surgiu com a ideia de um artista suíço, Pascal Knapp, em 1998, quando apresentou três modelos de vaca - deitada, pastando e de pé - durante um evento de arte em Zurique. Para o escultor, as vaquinhas seriam a forma mais criativa de reproduzir uma tela tridimensional para artistas locais se expressarem.

É considerado o maior evento de arte a céu aberto do mundo. No Brasil há 14 anos, a CowParade está na sua 13° edição, cerca de 700 artistas já pintaram uma das vaquinhas no Brasil. Ao final de cada edição, as esculturas são leiloadas e a renda é revertida como doação para instituições beneficentes. Só aqui no país, os leilões arrecadaram mais de R$ 6 milhões.

*Sob a supervisão da jornalista Regina Bochicchio

Publicações relacionadas