adblock ativo

Encosta entregue na Palestina irá beneficiar cerca de 3 mil

Publicado terça-feira, 29 de março de 2016 às 23:11 h | Atualizado em 29/03/2016, 23:15 | Autor: Franco Adailton
Contenção de encosta na Palestina
Contenção de encosta na Palestina -
adblock ativo

A chuva que atingiou a capital baiana nesta terça-feira, 29, serviu para testar o trabalho de execução da encosta entregue pelo governo estadual no bairro da Palestina. A obra, orçada em R$ 6,5 milhões, é a 19ª contenção entre as 98 previstas pelo Poder Executivo, em parceria com o governo federal.

A intervenção na rua da Suécia, um local sem qualquer infraestrutura urbana, abrange uma área de 4,3 mil metros quadrados, reforçada com quatro painéis de solo grampeado, em um paredão de 289 metros de largura, que chega a medir 40 metros de altura no cume.

A obra de contenção foi acompanhada de tubulação para escoamento da água, 105 metros de escadaria, 114 metros de guarda-corpo (parapeito) e 281 metros de passeio. No local, o governador Rui Costa, que entregou a intervenção, prometeu construir área de convivência e quadra esportiva.

Apesar de a pavimentação de ruas ser atribuição da prefeitura, ressaltou o governador, Rui anunciou à população local que o estado deverá asfaltar o logradouro às margens da BR-324. Moradores reclamam que, em dias de chuva, como nesta terça, a lama torna a rua intransitável.

Beneficiados

Presidente da Associação Zumbi dos Palmares, o líder comunitário José Antônio de Souza, 77 anos, morador local há 50 anos, avaliou que a obra trará melhorias a "80% dos moradores".

Segundo o governo, cerca de três mil pessoas deverão ser beneficiadas pela conclusão da intervenção. "Agora, as pessoas que moram na parte alta, assim como os moradores da parte baixa, vão ter mais tranquilidade para dormir", afirmou Souza. "Além disso, o governo já começou a implantar a rede de esgoto. Só falta desenvolver ações de capacitação profissional aqui", pediu o dirigente.

O tema saneamento básico foi abordado pela merendeira Maria Rosa, 43 anos, que interpelou o governador para que execute o serviço. "A maioria das casas tem ligações clandestinas que caem nesse rio, provocando mau cheiro, atraindo ratos, baratas e moscas", apontou a moradora.

Para o governador, a obra foi concluída a tempo da chegada da temporada de chuvas, que, no ano passado, deixou 22 mortos em deslizamentos de terra. "A prioridade do nosso governo é trabalhar para as pessoas que mais precisam. Com isso, nosso objetivo é salvar vidas", afirmou Rui Costa.

Parceria

Ainda segundo o governador da Bahia, a parceria com o governo federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), tem sido fundamental para execução de obras importantes na Bahia. "A presidenta Dilma tem sido nossa parceira, sobretudo na atenção aos mais pobres", disse.

O titular da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado (Sedur), Carlos Martins, disse que o governo federal já garantiu R$ 150 milhões para as 98 encostas, valor que pode chegar a R$ 220 milhões: "Estamos só aguardando resposta do Ministério das Cidades, para mais R$ 70 milhões".

adblock ativo

Publicações relacionadas