adblock ativo

Homem é preso após atropelar motociclista em perseguição policial

Publicado às | Atualizado em 15/10/2021, 11:10 | Autor: Da Redação
Dois suspeitos fugiram de abordagem policial, o que originou a perseguição | Foto: Reprodução
Dois suspeitos fugiram de abordagem policial, o que originou a perseguição | Foto: Reprodução -
adblock ativo

Um homem foi preso após atropelar um motociclista durante uma perseguição policial na Avenida Afrânio Peixoto, mais conhecida como Av. Suburbana, em Salvador. O caso aconteceu na noite da última quinta-feira, 14.

Informações policiais dão conta de que a perseguição começou no bairro de Paripe e seguiu até Coutos. Agentes da 19º Companhia Independente da Polícia Militar estavam fazendo uma ronda na região, quando perceberam uma movimentação suspeita em um carro com duas pessoas. Ao tentar se aproximar do veículo, os suspeitos tentaram fugir pela contramão.

“Nas proximidades da antiga estação de trem de Paripe, eles colidiram com uma moto, na qual o condutor sofreu escoriações graves. O veículo [dos suspeitos] veio também a colidir com um portão, quando foi possível fazer a aproximação. Um dos indivíduos, que inclusive efetuou disparos contra a guarnição que fazia o acompanhamento, conseguiu evadir”, disse o subcomandante da 19º Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), o capitão Gabriel Tirso.

Ao fugir do carro, um dos suspeitos atirou contra a polícia, invadiu a casa que teve portão destruído e fugiu pelos fundos do imóvel. Ele ainda não foi identificado pela polícia. O suspeito preso precisou passar por atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Paripe e depois foi levado para a Central de Flagrantes. Já o estado de saúde do motociclista atropelado é desconhecido.

“Eles atiraram contra a guarnição. A orientação do coordenador de área, para a guarnição que estava fazendo o acompanhamento, era de que não houvesse o revide, em virtude da velocidade da situação e da quantidade de veículos que estavam trafegando. Foi feito o acompanhamento do veículo, até que a gente conseguisse uma situação favorável a uma interceptação e paralisação dos indivíduos”, falou o capitão.

adblock ativo

Publicações relacionadas