Homens armados roubam pacientes e funcionários em posto de saúde de Vila Canária

Publicado terça-feira, 31 de agosto de 2021 às 20:45 h | Atualizado em 31/08/2021, 21:39 | Autor: Bianca Carneiro

Um grupo de quatro homens armados invadiu um posto de saúde na localidade de Vila Canária, em Salvador, na tarde desta terça-feira, 31. Segundo uma testemunha, que não quis se identificar, celulares, bolsas, dinheiro e outros objetos de valor foram roubados pelo quarteto, que fugiu do local.

De acordo com a apuração do Portal A TARDE, a ação criminosa ocorreu por volta das 14h20 e durou mais de 10 minutos. Os assaltantes chegaram a trancar os homens que estavam na unidade de saúde e levar a chave.

“Eles fizeram um assalto organizado, a todo tempo falaram em tom de voz baixo, apesar de mostrarem armas e fazerem ameaças. Enquanto um permaneceu na porta com o porteiro da unidade, os outros foram de sala em sala, revistando pacientes e profissionais, levando objetos de valor de todos”, afirmou uma testemunha.

Ainda de acordo com a testemunha, ninguém ficou ferido durante o assalto. No entanto, o grupo foi violento, e chegou a ameaçar até mesmo mães com crianças menores de um ano e idosos.

O quarteto fugiu em um carro do tipo prisma, branco. Para a testemunha, os homens pareciam conhecer a unidade, devido a “calma” empregada no assalto. A vítima diz que a localização da unidade de saúde, na Rua Coronel Nilton Sá, atrás do supermercado Atakarejo, já é conhecida como “rota de fuga” para criminosos, sendo temida devido à insegurança.

Crimes recorrentes

Segundo a testemunha, esta não é a primeira vez que a unidade de saúde é assaltada. A mesma situação ocorreu há cerca de 10 meses atrás, quando homens armados invadiram o local no horário de almoço dos funcionários e levaram celulares e tablets pertencentes ao posto.

“Com frequência há assaltos na rua lateral da unidade. Já foi reivindicado mais segurança, mas até o momento só nos é informado que os setores responsáveis estão cientes, mas que nada pode ser feito”, lamenta ela, que teme voltar a trabalhar sem qualquer garantia de segurança.

Após o assalto desta terça-feira, 31, o posto de saúde suspendeu o atendimento. No entanto, os serviços serão retomados já na quarta-feira, 1º, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O órgão informou ainda que os profissionais prestaram depoimento na delegacia da localidade e que foi solicitado reforço no policiamento da região.

A equipe de reportagem do Portal A TARDE tentou contato com e a Polícia Militar da Bahia (PMBA), mas não obteve retorno até a publicação desta matéria.

Publicações relacionadas