Internautas compartilham experiências de racismo após caso Gabriel

Publicado terça-feira, 16 de junho de 2020 às 08:50 h | Atualizado em 16/06/2020, 09:04 | Autor: Natália Figueiredo

Seguidores das redes sociais do Grupo A TARDE demonstraram indignação com as noticias envolvendo o jovem estudante Gabriel Silva Santos, que foi na última sexta-feira, 12, ao ser confundido com um suspeito de roubo de carro. Ele foi solto no domingo, 14, e participou de um protesto por justiça junto com familiares e amigos.

No Instagram do Grupo A TARDE, os internautas também demonstraram apoio a Gabriel.

“É doloroso a forma cruel de como somos vistos pela sociedade!!! Graças a Deus que comprovou sua inocência Gabriel. Agora é punir os verdadeiros culpados... A luta continua!!!”, compartilhou um seguidor.

Além disso, alguns internautas também compartilharam experiências parecidas. “E eu que fui acusada de pegar o celular da dona do salão onde fui cortar o cabelo. Imagina o que ele não passou”, comentou uma seguidora.

“Eu passo por isso diariamente indo trabalhar, dirigindo e percebendo o olhar discriminatório. 'Esse carro que neguinho está só pode ser roubado'. Deus no comando”, falou outro seguidor.

Muitos também questionaram sobre os danos físicos e psicológicos que Gabriel teria sofrido ao ser preso em uma cela com superlotação, com pessoas que estavam sob suspeita de infecção pelo coronavírus, principalmente pelo fato do jovem fazer parte do grupo de risco, por ser asmático.

As hashtags #forçagabriel e #vidaspretasimportam também foram compartilhadas pelos internautas nas publicações do Instagram. “Quando não somos mortos em supostas trocas de tiro com a polícia, somos presos por ser parecidos. Até quando isso?”, disse outro seguidor.

“Até quando precisamos provar que negro não é marginal? Que dor para essa família, eu desejo o melhor de Deus para vocês”, publicou outra seguidora.


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

"É difícil estar em uma cela gelada, tendo que queimar plástico e papel, comer com a mão e passar frio. Sei que tem muita gente passando frio, mas você pagar por algo que não fez é um absurdo". Este é o relato do jovem estudante Gabriel Silva Santos que, na última sexta-feira, 12, foi preso nas proximidades do Centro Administrativo da Bahia (CAB), após ter sido confundido com o suspeito de um roubo de carro. Gabriel foi solto neste domingo, 14, e participou de um protesto no CAB | Confira o relato completo no #PortalATARDE, acessando o link na bio | Foto: Adilton Venegeroles | Ag. A TARDE #Justiça #Polícia #Prisão #Estudante #Salvador #Bahia #ATARDE #GrupoATARDE

Uma publicação compartilhada por Grupo A TARDE (@grupoatarde) em


Publicações relacionadas