MST acampa no CAB após marcha com foco na reforma agrária | A TARDE
Atarde > Bahia > Salvador

MST acampa no CAB após marcha com foco na reforma agrária

Marcha, que celebra os 40 anos de trajetória do MST, reúne cerca de três mil famílias

Publicado quarta-feira, 17 de abril de 2024 às 09:00 h | Autor: Marcela Magalhães*
Integrantes do MTS em acampamento no CAB
Integrantes do MTS em acampamento no CAB -

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) chegou na capital baiana como parte da Jornada Nacional de Lutas em Defesa da Reforma Agrária. Desde o fim da manhã de ontem, os integrantes do movimento estão acampados na frente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), exigindo medidas concretas para combater a concentração de terras e promover a reforma agrária no país.

A marcha, que celebra os 40 anos de trajetória do MST, reúne cerca de três mil famílias, vindas de diversas regiões da Bahia. Eles iniciaram a marcha no dia 9 deste mês, às 5h, e chegaram em Salvador ontem. Segundo os organizadores, a iniciativa visa homenagear o Abril Vermelho, data em que 19 camponeses foram assassinados, e reafirmar o compromisso com a luta pela vida, pela reforma agrária e por políticas públicas voltadas para a população rural. A previsão é de que uma audiência com o governador e secretários estaduais seja realizada, amanhã, às 14h30.

Eliane Oliveira, diretora nacional do MST Bahia, destaca as principais reivindicações como a obtenção de terras para assentamento, políticas públicas voltadas para educação, saúde e moradia no campo, além da denúncia da impunidade e violência no campo. “Nós temos hoje 15 mil famílias acampadas só aqui no estado da Bahia. Então por isso a gente está com essa pauta de que o Incra, de que o governo federal possa disponibilizar terras no estado para assentar essas famílias. Nós temos hoje no Brasil mais de 22 milhões de brasileiros passando fome.”, declara.

*Sob a supervisão da editora Meire Oliveira

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS