adblock ativo

Município alega ter feito reuniões com a comunidade

Publicado domingo, 10 de junho de 2018 às 13:33 h | Atualizado em 10/06/2018, 13:33 | Autor: Franco Adailton
adblock ativo

Por meio de nota enviada pela Secretaria de Comunicação, a prefeitura de Salvador informou que o projeto de requalificação de Ondina foi desenvolvido pela Fundação Mario Leal Ferreira em parceira com a comunidade, por meio de sete reuniões realizadas desde agosto do ano passado.

Orçadas em R$ 26,4 milhões – 80% provenientes de recursos federais –, as intervenções preveem alterações na rede de drenagem, alvenaria de pedra em contenção, requalificação de praças, ciclovia, alargamento do passeio, implantação de iluminação em LED, de guarda-corpo e ações de paisagismo.

De acordo com o texto, a mudança vai solucionar problemas antigos de tráfego, inclusive casos de atropelo, devido à entrada de veículos nas ruas e avenidas de acesso ao Jardim Apipema. Segundo a nota, as atuais alterações no trânsito foram necessárias para viabilizar a obra.

O comunicado informa, ainda, que o ponto de ônibus localizado próximo ao IBR, sentido Barra, foi mantido sem alteração. O texto diz que a Secretaria Municipal de Mobilidade está avaliando como deslocar os pacientes do IBR com linhas que possam deixá-los na porta da instituição.

Participação popular

A nota afirma, também, que, desde 2013, todos os projetos urbanísticos desenvolvidos pela prefeitura têm sido construídos em conjunto com a população, que apontam melhorias e necessidades a serem adotadas nas intervenções.

No caso da Barra, prossegue o comunicado da prefeitura, os problemas de estacionamento têm sido minimizados com a criação de zonas azul e verde. Já no Rio Vermelho, informa, o número de vagas foi praticamente mantido. Por fim, a nota frisa que, desde 2014, a crise econômica no Brasil afetou o comércio local.

adblock ativo

Publicações relacionadas