Novenário marca festejo para a Padroeira do Brasil

Publicado sexta-feira, 11 de outubro de 2019 às 18:00 h | Atualizado em 11/10/2019, 18:06 | Autor: Márcio Walter Machado*

O novenário de Nossa Senhora Aparecida, iniciado no último dia 3, marca as comemorações em honra à Padroeira do Brasil por todo o País. Em Salvador, as celebrações ocorrem no santuário Nossa Senhora da Conceição Aparecida, no Imbuí, que escolheu como tema central das festividades "Com Maria: escolhidos e enviados em missão".

Segundo o reitor do santuário, o pároco Clériston Mendes, até o dia 12, data do feriado em homenagem à Padroeira, várias atividades estão programadas, entre elas a novena, que acontece sempre às 19h30, quando os fiéis são convidados a realizar gestos concretos de amor e atenção ao próximo através de doações de alimentos não perecíveis e material de limpeza.

Ainda de acordo com o pároco, neste sánado o dia será de festejo, desde às 5h, com a alvorada, até as 18h, com a missa solene presidida pelo bispo auxiliar dom Marco Eugênio Galrão Leite de Almeida.

"O santuário se tornou uma referência e a gente tem o dia todo de celebração. Teremos a primeira missa às 6h30, depois às 9h30, 12h e 15h. A procissão acontecerá às 16h30, saindo do santuário, percorrendo toda a praça e, depois, teremos a missa de encerramento às 18h", explicou o religioso.

A autônoma Maria da Conceição Santos, 36 anos, diz que faz questão de participar dos cânticos e da novena como forma de agradecer por todas as graças recebidas.

Dedicação

"Para mim é sempre uma alegria agradecer a Nossa Senhora, pois ela não deixa de interceder por nós. Quando a gente precisa, ela, que é mãe, sempre nos protege com amor", disse.

"Nossa Senhora nos dá o exemplo a seguir com o seu "sim" ao chamado de Deus. Ela mostra que temos de seguir sua fidelidade e seu amor ao projeto divino. Através do testemunho de sua vida somos a cada dia cristãos melhores para seguir a Jesus", concluiu o padre Clériston.

O santuário de Nossa Senhora da Conceição Aparecida se preparou para receber não apenas os seus paroquianos, mas peregrinos vindos de algumas cidades do interior, para o encerramento das celebrações que acontece amanhã.

Conforme o reitor do templo, há uma grande expectativa para celebrar a comunhão evocada pela data. "O povo da nossa comunidade tem ajudado muito na organização da festa, sempre com muito empenho e dedicação para que a gente possa fazer uma festa muito bonita tanto para nossa comunidade do Imbuí como para todos que nos visitam. Afinal, o povo de Deus tem sempre essa alegria e esse sentimento acolhedor".

* Sob supervisão da editora Meire Oliveira

Publicações relacionadas