Polo Salvador promove campanha para castração de gatos e cachorros | A TARDE
Atarde > Bahia > Salvador

Polo Salvador promove campanha para castração de gatos e cachorros

Ação faz alusão ao Dia Nacional do Animal de Estimação, celebrado no dia 14 de março

Publicado quarta-feira, 13 de março de 2024 às 16:43 h | Autor: Da Redação
Tampinhas plásticas e lacres de lata são alguns dos itens que podem ser doados
Tampinhas plásticas e lacres de lata são alguns dos itens que podem ser doados -

A empresa Polo Salvador uniu-se ao projeto Castrampinha e vai coletar, pelo segundo ano consecutivo, materiais recicláveis que serão vendidos em pontos de reciclagem para custear a castração de cachorros e gatos em situação de rua. A ação faz alusão ao Dia Nacional do Animal de Estimação, que é comemorado no dia 14 de março.

Tampinhas plásticas e lacres de lata são alguns dos itens que podem ser doados por qualquer pessoa na sede da Polo Salvador, localizada no Condomínio Bahia Têxtil (Rua do Uruguai, 151, Uruguai) até o dia 31 de março.

“Ações de responsabilidade social fazem parte da nossa cultura. É nosso dever contribuir com o coletivo e isso não é difícil, basta empenho, boa vontade, contando sempre com a colaboração das pessoas, é claro, porque não fazemos nada sozinhos. No ano passado a campanha foi um sucesso. Conseguimos mais de 200kg de lacres e tampinhas e esse resultado nos levou a querer repetir a ação este ano”, pontua Imelda Hartmann, diretora da Polo Salvador que também é responsável pelas ações sociais realizadas pela empresa.

O projeto Castrampinha conta com o apoio do Instituto Patruska, que há quase 30 anos cuida dos animais que ainda não têm um lar. Até o momento, mais de 50 toneladas de recicláveis já foram coletados, resultando em cerca de 1.000 animais castrados.

"O projeto depende do auxílio das pessoas em juntar e entregar as tampinhas nos locais de coleta. Quanto mais tampinhas recolhidas, mais castrações realizamos. Este ano, inclusive, batemos um recorde: em um dia conseguimos castrar 53 animais”, finaliza Patruska Barreiro, presidente do Instituto Patruska.

Publicações relacionadas