Professores da rede municipal iniciam greve nesta quinta

Categoria reinvidica um reajuste de 33,24% no piso salarial

Publicado quinta-feira, 19 de maio de 2022 às 11:26 h | Atualizado em 19/05/2022, 11:26 | Autor: Da Redação
Assembleia Geral aconteceu na Praça Municipal, em frente à Prefeitura
Assembleia Geral aconteceu na Praça Municipal, em frente à Prefeitura -

Após recusar uma proposta de reajuste do piso salarial feita pela Prefeitura de Salvador, os professores da rede municipal de ensino de Salvador decidiram entrar em greve geral a partir desta quinta-feira, 19. A greve foi iniciada oficialmente em Assembleia Geral que aconteceu durante a manhã na Praça Municipal, em frente à Prefeitura de Salvador. 

Os profissionais reinvidicam um reajuste de 33,24% no piso salarial, bem distante do oferecido pela Prefeitura de Salvador, que fez uma proposta de 6%, com duas referências para julho e setembro. 

A greve aprovada em 16 de maio abrande 7.600 trabalhadores e afeta o funcionamento das 429 escolas municipais. Mais de 163 mil alunos são impactados com a paralisação. A greve ainda não tem uma agenda definida, nem data para terminar. 

“Foi uma grande assembleia e a categoria decide manter a proposta dos 33,24%. E não tendo outro caminho, a categoria decidiu pela greve. Porém, continuamos abertos para negociação, discussão, ao debate, para chegarmos a um denominador e a uma proposta que seja exequível, uma proposta razoável”, diz a vice-coordenadora da APLB, Marilene Betros.

A Prefeitura de Salvador diz que já cumpre o piso salarial da categoria, conforme decisão do Supremo Tribunal Federal (STF).

Publicações relacionadas