SSP promove a primeira atualização do Baralho do Crime em 2024 | A TARDE
Atarde > bahia > Salvador

SSP promove a primeira atualização do Baralho do Crime em 2024

Welton Conceição, conhecido como “Zé Samurai”, possui mandado de prisão pelos crimes de latrocínio e homicídio

Publicado terça-feira, 16 de janeiro de 2024 às 16:33 h | Atualizado em 16/01/2024, 16:50 | Autor: Da Redação
O Ministério Público da Bahia ofereceu denúncia contra Zé Samurai, por ele ter assassinado Lucas Vinicius Silva de Lira, com uso de arma de fogo, por motivo torpe
O Ministério Público da Bahia ofereceu denúncia contra Zé Samurai, por ele ter assassinado Lucas Vinicius Silva de Lira, com uso de arma de fogo, por motivo torpe -

O Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública recebeu nesta terça-feira, 16, a sua primeira atualização em 2024. Inserido na carta Rei de Espadas, Welton Conceição da Paixão, conhecido como “Zé Samurai”, possui mandado de prisão pelos crimes de latrocínio e homicídio. O procurado tem como área de atuação o município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

O Ministério Público da Bahia ofereceu denúncia contra Zé Samurai, por ele ter assassinado Lucas Vinicius Silva de Lira, com uso de arma de fogo, por motivo torpe. O crime aconteceu no dia 21 de dezembro de 2022, na Avenida Radial B, no bairro do Mangueiral, em Camaçari. Lucas chegava no lava-jato do irmão, quando Zé Samurai se aproximou e efetuou os tiros.

Junto com um comparsa, o foragido da Justiça também é apontado como o autor da morte de Quelven Carvalho de Andrade, no dia 27 de junho de 2018, na localidade do Limeiro, em Camaçari. O criminoso e integrantes de uma facção acharam que a vítima era informante da Polícia.

Em uma ação da PM na mesma época, drogas foram apreendidas com o mesmo bando que tem como um dos líderes Ronivaldo da Silva Araújo, o “Rom Cachorrão" ou "Roni”, inserido na carta ‘Valete de Paus’ do Baralho.

De acordo com o delegado Antônio Carlos Sena, titular da Delegacia de Homicídios de Camaçari, além desses dois assassinatos, o foragido também tem inquérito pela prática de associação para o tráfico, além de ser investigado por outras mortes na região.

“Ele tem um alto grau de periculosidade, costuma atrair integrantes de outros lugares para promover ataques contra grupos rivais no município, atuando nos bairros de Lama Preta, Gleba A, Santo Antônio, São Vicente e Triângulo”, disse.

Informações sobre a localização de Zé Samurai ou de outros integrantes do Baralho do Crime podem ser enviadas, de forma sigilosa, por meio do número 181 (Disque Denúncia) ou através do site disquedenuncia.com.

Publicações relacionadas