Vídeo: paciente leva 'rasteira' de PM no Hospital da Mulher | A TARDE
Atarde > Bahia > Salvador

Vídeo: paciente leva 'rasteira' de PM no Hospital da Mulher

Polícia Militar diz que a agente teria "sido agredido e xingado" pela mulher

Publicado quinta-feira, 06 de julho de 2023 às 14:22 h | Atualizado em 06/07/2023, 14:25 | Autor: Da Redação
Mulher aparece levando 'rasteira' de policial militar dentro do Hospital da Miulher
Mulher aparece levando 'rasteira' de policial militar dentro do Hospital da Miulher -

Uma mulher aparece levando uma rasteira e sendo imobilizada por uma policial militar dentro do Hospital da Mulher Maria Luzia Costa dos Santos, no Largo de Roma, em Salvador. O caso aconteceu na manhã de quarta-feira, 6, e foi registrado pelos celulares de pacientes que estavam no local no momento da ação. De acordo com a Polícia Militar e unidade médica dizem que a agente teria "sido agredido e xingado" pela paciente, que apresentava "elevado grau de agressividade verbal e física".

Nas imagens, a paciente e a policial aparecem inicialmente conversando. Então, as duas começam a se agarrar e, em seguida, a PM aplica uma rasteira na mulher. Já ao chão, ela a imobiliza e chega a apontar a arma para a paciente. A mulher ainda se queixa de esta "abafada", mas a policial manda ela calar a boca. [veja vídeo]

Em nota ao Portal A TARDE, a Polícia Militar informou que, de acordo com a 17ª CIPM, uma policial militar da unidade foi acionada, no início da manhã de quarta-feira, 5, por um agente de portaria de um hospital situado no Largo de Roma, que informou ter sido agredido e xingado por uma paciente que queria ser atendida com uma guia vencida, não aceitando quaisquer orientações do servidor.

Ao chegar, a pm tentou manter contato com a mulher indicada na denúncia, que demonstrava nervosismo e intransigência no diálogo para solucionar o fato, chegando a destratar a militar e até tomar o rádio de comunicação da policial.

Ainda conforme a corporação, diante das circunstâncias, a mulher precisou ser contida pela policial, que solicitou o apoio de uma viatura da 17ª CIPM para efetuar a condução à Central de Flagrantes, onde a ocorrência foi registrada, com o agente de portaria vítima da agressão.

Já o Hospital da Mulher informou que "foi constatado que a paciente apresentou elevado grau de agressividade verbal e física, tendo agredido a policial, a qual reagiu da forma que considerou adequada ao controle da situação. Em seguida, a paciente foi encaminhada  para delegacia para a formalização de boletim de ocorrência".

A unidade ainda lamentou o caso e salientou que  "sempre priorizamos o bem-estar das usuárias e profissionais da saúde. Outras informações sobre o ocorrido devem ser passadas pela Polícia Militar".

 

 

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS