Colégios baianos vivem clima de ameaça nesta quinta-feira | A TARDE
Atarde > Bahia

Colégios baianos vivem clima de ameaça nesta quinta-feira

Avisos foram achados nos colégios Antônio Vieira, em Salvador, e Oficina, em Vitória da Conquista

Publicado quinta-feira, 29 de setembro de 2022 às 12:13 h | Atualizado em 29/09/2022, 14:22 | Autor: Rodrigo Tardio
Alguns pais de alunos foram buscar os filhos antes do encerramento do turno da manhã desta terça-feira, 29
Alguns pais de alunos foram buscar os filhos antes do encerramento do turno da manhã desta terça-feira, 29 -

Após uma pichação em um espaço interno do Colégio Antônio Vieira, em Salvador, na manhã desta quinta-feira, 29, com a palavra "blood", que no português significa "sangue", a unidade de ensino emitiu comunicado e informou que resolveu "seguir com as atividades normais por não identificar risco efetivo à integridade física dos estudantes".

Ainda assim, alguns pais de alunos foram buscar os filhos antes do encerramento do turno matutino desta quinta-feira, 29. Uma mãe disse ao Portal A TARDE, que "preferiu buscar o filho pelo medo dos últimos acontecimentos" como na Escola Municipal de Barreiras, oeste da Bahia, e em outra instituição de ensino em Morro do Chapéu, Chapada Diamantina.

Em nota, o Antônio Vieira comunicou que "segue investigando o fato".

Outro caso

Outra ameaça de “massacre” fez com que a decisão de um colégio particular de Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia, suspendesse as aulas na manhã desta quinta-feira, 29.

Supostas ameaças de tiros  teriam sido achadas no caderno de um estudante da instituição. Em poucos instantes o boato se espalhou pela comunidade escolar, gerando muita insegurança e medo. A 77ª Companhia Independente de Polícia Militar foi acionada.

Em nota, o Colégio Oficina disse que "foi encontrado um caderno contendo uma mensagem de um possível ataque à escola. Ao tomar conhecimento do fato, nossa equipe rapidamente iniciou uma investigação interna e entendeu, sobretudo pelo modo como a mensagem foi deixada, que se tratava de uma brincadeira de extremo mal gosto, considerando, inclusive, o mal-estar coletivo que gerou", afirmou a instituição em nota.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS