adblock ativo

Emergência é reconhecida em 3 municípios baianos

Publicado quinta-feira, 17 de novembro de 2016 às 22:15 h | Atualizado em 17/11/2016, 22:58 | Autor: Miriam Hermes
adblock ativo

Caetité, Rafael Jambeiro e Senhor do Bonfim são os novos municípios com emergência por causa da estiagem reconhecida pela Defesa Civil Nacional. Portaria foi publicada nesta quinta-feira, 17, no Diário Oficial da União.

Situados em diferentes regiões, os três integram a lista dos 123 municípios baianos que estão recebendo recursos e apoio logístico do Ministério da Integração Nacional devido à seca.

Falta d’água e redução drástica da produção agropecuária são reflexos que, este ano, já afetam 1.305.471 pessoas, conforme a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia.

Um dos indicativos da estiagem prolongada são os 6,1% do volume útil registrado nesta quinta no reservatório de Sobradinho, segundo a Agência Nacional de Águas (ANA). O lago é o maior do rio São Francisco, com volume útil de 28.669 m³.

Sobradinho

Diante da escassez hídrica no semiárido nordestino, com abrangência também em terras baianas, a Companhia Hidrelétrica do São Francisco (Chesf) inicia, no próximo dia 21, a diminuição da vazão defluente da barragem de Sobradinho para 700 m³/s, o mais baixo em toda história do lago, inaugurado em 1979.

Segundo o diretor de operação da Chesf, João Franklin, o processo começará com 750 m³/s. Conforme a autorização do Ibama e da ANA, o patamar de 700 m³/s ocorrerá após monitoramento dos usos múltiplos da água, depois dos 750 m³/s.

Franklin disse que o foco é a segurança hídrica, “para dar condições ao abastecimento humano e à produção de alimentos na região do São Francisco. O abastecimento energético está garantido por outras fontes”, afirmou.

Para ele, a seca prolongada mostrou a importância de Sobradinho para a regularização da vazão. “Caso não existisse a barragem, a situação estaria muito mais crítica para os usuários e vazões inferiores a 400 m³/s teriam sido registradas nos anos de seca”, enfatizou.

Chuvas

Ilhéus e Itabuna, no sul baiano – ambos na lista de emergência por seca –, foram atingidos ontem por chuvas e fortes ventos, derrubando árvores, antenas, placas e telhados, segundo a Defesa Civil. Em Ilhéus, imóveis desabaram e houve pelo menos três deslizamentos de terra. Porto Seguro, no extremo sul, foi afetado por  deslizamentos e queda de árvores. Inmet prevê chuvas nessas regiões, na Chapada, sudoeste e oeste baiano até o final de semana.

adblock ativo

Publicações relacionadas