Homem mata policial a facadas e morre após resistir à prisão na Bahia | A TARDE
Atarde > Bahia

Homem mata policial a facadas e morre após resistir à prisão na Bahia

Suspeito do crime foi identificado como 'Charlão'

Publicado segunda-feira, 18 de março de 2024 às 10:45 h | Atualizado em 18/03/2024, 10:46 | Autor: Da Redação
Charlão estava com o filho e o genro no momento do crime
Charlão estava com o filho e o genro no momento do crime -

Um agente da Polícia Militar (PM-BA), identificado como Luis Ricardo da Costa Santos, foi morto a facadas, na noite deste domingo, 17, no município de São Desidério, na região oeste da Bahia.

Informações preliminares apontam que o policial estava bebendo em frente a uma distribuidora de bebidas, quando foi abordado por dois indivíduos e houve uma briga. Eles seriam pai e filho.

Durante a confusão, Luis Ricardo foi atingido com golpes de faca por um dos indivíduos e ainda chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Testemunhas apontam que o desentendimento teria começado pelo volume do som.

Equipes da PM foram acionadas e deram prosseguimento na ocorrência. Logo em seguida, o autor do homicídio, identificado como 'Charlão', foi localizado. O filho do suspeito, identificado como Ericles, não teve participação no crime.

De acordo com relato da polícia, após ser informado que estava preso, Charlão teria ficado transtornado e partiu para cima de um dos agentes e iniciado luta corporal, chegando a conseguir desarmá-lo.

Por conta da situação, um outro PM teria efetuado dois disparos contra o suspeito, que também foi socorrido e não resistiu aos ferimentos.

Posteriormente, descobriu-se que um terceiro indivíduo também teria participado da briga e seria genro de Charlão, identificado como Gildásio. Ele teria sido baleado por Luis e encaminhado ao Hospital do Oeste. Não há mais detalhes sobre o estado de saúde dele.

Todo o relato do fato foi apresentado na delegacia de polícia em Barreiras, juntamente com a arma do policial. A arma branca usada no crime contra o militar não foi encontrada.

Publicações relacionadas