adblock ativo

Mãe das vítimas espera ansiosa por decisão final

Publicado quarta-feira, 18 de maio de 2016 às 22:51 h | Atualizado em 18/05/2016, 22:14 | Autor: Yuri Silva
Marinúbia Gomes
Marinúbia Gomes -
adblock ativo

A mãe dos irmãos Emanuel e Emanuelle, Marinúbia Gomes, comemorou a decisão do STF de rejeitar o recurso da defesa da médica Kátia Vargas. Ela afirmou, porém, que só terá uma vitória quando a data do júri popular for marcada.

"A minha reação foi de quem teve uma vitória parcial, porque vitória mesmo vai ser quando a juíza disser o dia do julgamento", disse Marinúbia ao A TARDE.

Ela contou, ainda, que está "angustiada" com a demora para a decisão sobre o caso, que aconteceu em 2013. "Choro todos os dias, mas eu resisto por eles, porque prometi aos meus filhos que esse crime não ia ficar impune", relatou.

Sobre a médica, a mãe das vítimas disse esperar "que Deus proteja ela". "Até hoje não sei como uma pessoa pode desgraçar a vida de tanta gente, inclusive a dela mesmo", desabafou, voltando a pedir justiça.

O advogado constituído por Marinúbia para acompanhar o caso, Daniel Keller, pedirá ao júri popular a condenação de Kátia Vargas por homicídio doloso (quando há intenção de matar), qualificado por três qualificadoras: motivo fútil, impossibilidade de defesa das vítimas e perigo comum (quando a vida de mais pessoas é colocada em risco).

A sentença seria de pelo menos 24 anos (12 para cada crime) e no máximo 60.

adblock ativo

Publicações relacionadas