OAB-BA: Daniela Borges destaca campanha limpa e diz que observador externo é "desnecessário'

Publicado quarta-feira, 24 de novembro de 2021 às 16:12 h | Atualizado em 24/11/2021, 16:14 | Autor: Da Redação

Candidata à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil - Secção Bahia (OAB-BA), Daniela Borges destacou a "campanha limpa" feita por ela e Chrstianne Gurgel, que forma a primeira chapa feminima em 90 anos de história do pleito.

Por esta razão, diz Daniela, ela e Chstianne já podem dizer que deixaram a sua marca na "história".

"Fizemos uma campanha limpa e propositiva. Temos certeza que a advocacia baiana vai saber escolher o melhor projeto para o próximo triênio. Christianne Gurgel e eu já fizemos história durante o processo eleitoral e estamos na expectativa de liderar um novo tempo na OAB da Bahia, que, pela primeira vez, em 90 anos, pode ter duas lideranças femininas à frente da instituição", destaca.

Apoiada pelo atual presidente Fabrício Castro, ela segue a linha do mandatário e diz que considera a intervenção com observador federal na eleição como algo "desnecessário e irrelevante".

"Vou reforçar as palavras do presidente Fabrício Castro: totalmente desnecessário e irrelevante. O importante é ressaltar que, no dia de hoje, a advocacia pôde exercer o seu direito de escolha sobre quem vai trabalhar pelo fortalecimento e valorização da classe nos próximos três anos”, criticou a decisão motivada por pedido da chapa adversária de Ana Patrícia Dantas Leão.

Publicações relacionadas