Polícia já apreendeu 1.600 armas na Bahia apenas em 2023 | A TARDE
Atarde > Bahia

Polícia já apreendeu 1.600 armas na Bahia apenas em 2023

Maior apreensão de fuzis da história da Bahia aconteceu nesta segunda-feira

Publicado segunda-feira, 19 de junho de 2023 às 13:56 h | Atualizado em 19/06/2023, 13:59 | Autor: Léo Moreira e Redação
Quatro suspeitos morreram durante a operação e dois policiais ficaram feridos
Quatro suspeitos morreram durante a operação e dois policiais ficaram feridos -

Uma ação policial em bairros de Salvador, na madrugada desta segunda-feira, 19, resultou na apreensão de 13 fuzis. Essa é a maior apreensão desse tipo de armamento em um único dia na Bahia. Quatro suspeitos morreram durante a operação e dois policiais ficaram feridos. 

Além do alto número de armas apreendidas, a polícia encontrou miras de precisão, cinco carregadores e diversas munições. Apenas neste ano, já foram encontrados 35 fuzis na Bahia.

No início da tarde desta segunda-feira, 19, o delegado da Polícia Federal e subsecretário da Secretaria de Segurança Pública (SSP), Marcel de Oliveira, destacou que foi a maior apreensão de armas em um único dia da história da Bahia. Ele contou também que o resultado é fruto de "muito trabalho policial".

Ainda de acordo com Oliveira, a questão das armas não é um problema apenas na Bahia. Ele destaca que organizações criminosas conseguem acesso fácil para os equipamentos no território nacional. 

"Isso não é um problema de Salvador, não é um problema da Bahia, é nacional. O acesso facilitado, a entrada facilitada no território nacional de armamento de forma indiscriminada. Efetivamente as organizações estavam com esse armamento, com certeza ela tem diversos crimes que foram praticados a partir do uso desse armamento. Na mesma esteira, temos centenas de eventos que serão previnidos em função da apreensão desse equipamento pela força de segurança pública do estado, ladeadas pela Polícia Federal", conta.

Sobre a operação, Marcel de Oliveira revelou que os dois policiais que foram atingidos estão bem e devem ter recuperação plena. A operação teve início na noite deste domingo e terminou com a morte de quatro suspeitos. Segundo documentos encontrados, entre os supostos criminosos que foram a óbito, estão Dalmo Souza Coutinho e Matheus Gomes Rezende, ambos com passagens pela polícia.

"Iniciou-se a ação na noite anterior a partir de um grupo tentando invadir a área de outro grupo, mas que evoluiu para ações das polícias, que conseguiram abordar o grupo, que resistiu. Quatro elementos vieram a óbito porque não atenderam aos comandos, dois policiais militares foram atingidos, é importante que se diga que nesse tipo de evento, o policial expõe a vida dele, mas por graça divina os dois policiais passam bem e vão ter a recuperação plena", pontua Oliveira.

Para o Portal A TARDE, o delegado da Polícia Federal, Eduardo Badaró, afirmou que a investigação contou com o apoio de diferentes forças de segurança e foi fundamental para tirar das mãos de grupos criminosos os principais equipamentos utilizados para o crime violento.

"Essa ação integrada, a gente está fazendo investigação em conjunto, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Federal, Secretaria de Segurança Pública, visando o combate ao crime violento. A atuação desse crime precisa desses armamentos pesados", revela.

Segundo dados disponibilizados pela SSP, 75% dos homicídios dolosos em Salvador são responsabilidade das guerras entre facções do tráfico. Só em 2023, já foram apreendidas 1600 armas na Bahia, número equivalente a 11 por dia. 

"Esses crimes acontecem justamente mais por causa dos ataques, não tanto pelas ações como de roubos a bancos. Esses ataques que acabam atingindo inocentes, acabam atingindo terceiros que não estão vinculados a facções criminosas. Esse armamento é o principal equipamento utilizado por esse pequeno grupo, mas que faz bastante barulho. A retirada dessas munições da rua significa não só uma capacidade probatória, um excelente elemento para investigação, mas para a sociedade, a gente conseguir impedir que tragédias ocorram", finaliza. 

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS