adblock ativo

Preso no Piauí acusado de roubar R$ 250 mil de banco na Bahia

Publicado sábado, 17 de maio de 2008 às 15:32 h | Atualizado em 17/05/2008, 15:32 | Autor: Juscelino Souza, Sucursal Vitória da Conquista
adblock ativo

A polícia de Guadalupe, município a 345 quilômetros ao sul de Teresina, Piauí, informou ter prendido Clemilton Noleto Rodrigues, acusado de chefiar um grupo de oito homens fortemente armados que roubou R$ 250 mil do Banco do Brasil em Rio de Contas, sudoeste baiano, a 730 km de Salvador.

O assalto aconteceu no último dia 5 e, na fuga, os bandidos levaram a gerente e dois seguranças da agência, liberando-os na saída da cidade. Houve troca de tiros com a polícia baiana, mas ninguém ficou ferido, nem foi capturado. A polícias do Piauí e da Bahia continuam as buscas aos outros assaltantes.

As informações foram prestadas pelo gerente de Policiamento do Interior de Piauí, delegado Evaldo Farias. Segundo ele, a prisão aconteceu na manhã de quinta-feira, 15, mas somente agora foi divulgada devido ao andamento das investigações.

Farias explicou que a polícia chegou ao suspeito – que é piauiense, graças a um erro cometido por Rodrigues. “No momento da fuga ele deixou a carteira de identidade cair. Com o documento, chegamos ao acusado em sua residência, na Avenida Manoel Ribeiro da Fonseca, bairro Cruzeta, em Guadalupe”.

O delegado regional Raimundo Alves, com o auxílio de policiais militares, prendeu o acusado com uma moto zero quilômetro e mais R$ 13.806. De acordo com Evaldo Farias, Clemilton deverá ser transferido para a penitenciária de Vereda Grande, no mesmo Estado onde foi preso até ser encaminhado para cumprimento de pena na Bahia, domicílio do crime praticado por seu bando.

A agência, que fica a pouco mais de 500 metros da delegacia de polícia de Rio de Contas, foi assaltada no início da manhã de segunda-feira, 5, mas os policias de plantão só ficaram sabendo por meio das vítimas, que foram prestar queixa.

A ação do bando encapuzado e fortemente armado durou pouco mais de 15 minutos. O tempo foi suficiente para que os bandidos saqueassem dois caixas eletrônicos, roubassem um cofre e fugissem levando como reféns a gerente da agência e dois seguranças.

As vítimas não foram agredidas fisicamente, mas sofreram pressão psicológica. Os três foram libertados antes que a polícia iniciasse as buscas. A pronta mobilização das polícias civil, militar e Companhia de Ações Especiais do Sudoeste e Gerais (Caesg) favoreceu a localização da pista deixada pelos bandidos e houve confronto na rodovia BA-148, trecho que separa os municípios de Entre Rios e Jussiape.

O bando foi surpreendido pela Polícia Militar. Houve troca de tiros, mas os assaltantes escaparam ao cerco. A caçada prosseguiu por estradas e trilhas. Segundo informações da polícia e reforçada por testemunhas do assalto, os bandidos usavam coletes à prova de bala e estão armados com pistolas, revólveres, fuzis e metralhadoras.

A ação começou por volta das 10h30. Assim que os clientes e funcionários se preparavam para entrar na agência os assaltantes chegaram numa picape Strada e logo exibiram o poder de fogo, disparando em direção ao prédio e a estabelecimentos comerciais.

Aproveitando-se da confusão e da ausência da polícia até então, cinco bandidos se posicionaram em frente à agência e os demais invadiram o prédio, iniciando o saque. Não satisfeitos com os valores roubados nos caixas, eles ainda saquearam clientes e tomaram as armas dos vigilantes.

adblock ativo

Publicações relacionadas