Professores universitários da Bahia convocam Assembleia Geral | A TARDE
Atarde > Bahia

Professores universitários da Bahia convocam Assembleia Geral

Docentes das Instituições Federais de Ensino Superior anunciaram reunião para debater novo corte do governo

Publicado domingo, 03 de março de 2024 às 15:31 h | Atualizado em 03/03/2024, 15:56 | Autor: Flávia Requião
Na última semana, a UFBA anunciou um corte de R$ 13 milhões
Na última semana, a UFBA anunciou um corte de R$ 13 milhões -

A presidente do Sindicato dos Professores das Instituições Federais de Ensino Superior da Bahia (Apub), Marta Lícia Teles, anunciou a realização de uma Assembleia Geral para debater sobre o último corte do governo federal. A reunião ocorrerá no dia 12 de março, às 14h, no auditório da politécnica da Universidade Federal da Bahia.

Em comunicado, Marta detalhou que o encontro será para discutir sobre a “proposta indecorosa do governo de não nos atender em relação ao nosso reajuste salarial. Nós temos aí mais de 35% de perda salarial de 2015 até o momento”.

A líder da categoria ainda detalhou que será necessário definir as “estratégias de luta” para “fortalecer o diálogo com a sociedade em torno do serviço público da recomposição dos orçamentos das universidades e melhorias das condições de trabalho da categoria docente e precisamos especialmente pensar estratégias eficazes”.

Além da reunião da Apub, o Sindicato dos Técnicos-administrativos em Educação das Universidades Públicas Federais da Bahia (Assufba) já decretou estado de greve a partir do dia 11 de março deste mês.

Em nota, o sindicato detalhou que “a ASSUFBA montou um comando de mobilização durante a semana do dia 4 a 8 de março, que posteriormente virará um comando de greve, o que inclui reuniões setoriais nos locais de trabalho na UFBA e mobilizações nas ruas. O Sindicato reafirma que não aceitará sair de 2024 sem uma proposta de reajuste salarial e a reestruturação da Carreira.

Na última semana, a Universidade Federal da Bahia (UFBA) anunciou que terá um corte de R$ 13 milhões no orçamento deste ano, comparado ao de 2023. De R$ 186,3 milhões recebidos no ano passado, a previsão para 2024 foi para R$ 173,2 milhões.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS