Readequamos nossas prioridades para maximizar relevância de conteúdo, revela diretor de A TARDE

Publicado terça-feira, 15 de outubro de 2019 às 06:00 h | Atualizado em 21/01/2021, 00:00 | Autor: Keyla Pereira | Fotos: Shirley Stolze e Raul Spinassé | Ag. A TARDE

Há 107 anos, o Jornal A TARDE dava seu primeiro passo no mundo da comunicação. Isso mesmo. No dia 15 de outubro de 1912, em um papel bem amarelado, sedoso e composto por texto em sua maior parte, nascia o primeiro veículo do grupo A TARDE, que futuramente teria em seu portfólio a rádio A TARDE FM e o Portal A TARDE. Mas, para falar sobre esse avanço da convergência ao longo dos anos, vamos voltar para 1912.

Nesta época, o fundador do Jornal A TARDE, Ernesto Simões Filho, tinha 26 anos. Ele, que se formou em Ciências Jurídicas e Sociais, já havia fundado também o jornal ‘O Carrasco’ e a revista ‘O Papão’. No dia de lançamento, a manchete do jornal era "A Igreja da Ajuda - Recordações da sua história antiga", que retratava a demolição da instituição e um breve histórico. Seis dias depois, A TARDE fez sua primeira campanha comunitária, em prol da remodelação das escolas públicas de Salvador. Assim, o jornal mostrou desde cedo que sua relação com o leitor vai além do meio que este consome. Em 1922, por exemplo, A TARDE publicou a chamada “Querem as baianas ser eleitoras?”, com o intuito de lançar o plebiscito para conferir a opinião das mulheres sobre o direito ao voto.

Com o passar dos anos, A TARDE começou a dar um rumo no que hoje chamamos de convergência. Em 1º de dezembro de 1983, nasce a então Rádio A TARDE FM, sintonizada na 103,9. Também, na plataforma online, a rádio lançou o site para que os ouvintes pudessem ter mais acesso aos conteúdos.

Em 11 de fevereiro de 1998, A TARDE tornou-se provedor de acesso. Pense bem, esse portal que hoje lhe oferece uma infinidade de assuntos um dia já permitiu que usuários tivessem acesso à internet. Porém, em 11 de julho de 1996, de fato foi inaugurado o Portal A TARDE, destinado à apresentação de produções jornalísticas e tornando-se, assim, a terceira plataforma do Grupo A TARDE para complementar o projeto cross-media, que é a integração dos três veículos produzidos por A TARDE.

Um novo Grupo A TARDE

Neste ano, um novo passo foi dado em relação à integração do grupo. Novos produtos foram criados, novas formas de apresentar notícia e um fortalecimento de algo que existe há anos: a união das três plataformas com o intuito de apresentar um conteúdo que possui a temática em comum, mas adaptado a cada veículo.

De acordo com João Mello Leitão, presidente do Grupo A TARDE, este é um momento de aderir novos meios. "O Grupo A TARDE passa por um momento disruptivo e de oportunidade na ótica de uma nova geração, resgatando as premissas de nosso fundador Dr. Ernesto Simões, mantendo o norte a postura de vanguarda, avaliar a conversão de conteúdo entre as plataformas do Grupo, a integração de conteúdo entre os diretores que pilotam as plataformas, e a constante provocação de novos produtos trazendo um grande acervo de possibilidades a serem testadas, que vão desde e a reavaliação de uma nova roupagem de produtos já existentes na própria casa, assim como a provocação do horizonte da tecnologia aliada ao pull de plataformas do Grupo A TARDE".

Para o presidente do Grupo A TARDE, a convergência midiática entre as plataformas é algo que está no passado. "O presente é o futuro dos grupos de comunicação, a grande diferença estará na capacidade e criatividade de compor essa coordenação de forma complementar e diferenciada para impactar nossa audiência de forma assertiva, levando conteúdo certo para audiência certa através de nossas plataformas distintas", explica.

João Mello Leitão também comenta que o objetivo atual está em produzir conteúdos que tenham relevância e protagonismo local e dos municípios baianos, e também, usar a criatividade para impactá-los através das plataformas do grupo.

"A imersão no cenário de tecnologia avaliamos como um grande aliado, um horizonte de muitas oportunidades e que o Grupo A TARDE com humildade está fazendo seu dever de casa, tendo a certeza que já apresentará em sua atualização do novo Portal A TARDE uma plataforma com uma boa tecnologia embarcada, atualizada às premissas de mercado é principalmente levando uma boa experiência para seus usuários, possibilitando o grupo captar dados e informações de relevância para tomada de decisões, possibilitando uma customização de conteúdo ofertado mais assertivo a cada usuário único que passará pelo Portal A TARDE".

O presidente também comenta que o Grupo A TARDE é reconhecido como Jornal A TARDE e o maior desafio é apresentar ao mercado o novo produto, a integração da Rádio A TARDE FM ao Portal A TARDE, com redações integradas e trabalhando o hard news, e também os produtos impressos que possuem o desafio de desdobrar conteúdos de relevância ao longo do dia. "Além das grandes séries de projetos editoriais que posso citar como exemplo nesse momento, o 'Olhar Cidadão' que tem como objetivo aferir o uso do recurso público nos principais pilares de gestão dos municípios (educação, saúde e sustentabilidade ), o 'Olhar Futuro', uma série de reportagens que vão fazer um raio-x dos grandes desafios da cidade de Salvador para culminar nos nomes dos próximos candidatos que vão se apresentar para gerir nossa cidade, e 'Para Sempre Dulce', uma série especial que passa pelo arquivo do CEDOC do Grupo A TARDE todas as memórias da história de Irmã Dulce junto ao A TARDE e principalmente a Bahia", comenta.

Readequamos nossas prioridades para maximizar relevância de conteúdo para o público de cada produto

Para João Mello Leitão, a integração entre as plataformas tem ocorrido de forma espontânea. "O foco do grupo entre seus líderes hoje está muito bem desenhado que catequizado. Nosso mindset é gerar conteúdo, colocar energia no que fazemos de melhor e com o mantra de relevância e protagonismo", explica.

O processo de mudança veio através de estudo. "Fizemos uma pesquisa de opinião pública para avaliar nosso histórico, conteúdo, público e reputação, baseado nos dados levantados nos deparamos com um cenário eclético. Nossa audiência da Rádio A TARDE FM, a grande audiência virgem do PORTAL A TARDE e dos nossos produtos impressos, o Jornal A TARDE e seus cadernos, Revista MUITO e o Jornal MASSA. Readequamos nossas prioridades para maximizar relevância de conteúdo para o público de cada produto, atrelados ao desafio de ajustar a gestão de performance em cada produto, tratando e avaliando cada um através de orçamento base zero", conclui.

Nova fase

Para Caroline Gois, diretora do Portal A TARDE. Esta nova etapa do Grupo é um momento muito importante. "Mais do que nunca, chegou a hora de virarmos a chave e potencializarmos as plataformas que temos: impresso, portal e rádio. Entender que elas precisam convergir e interagir é sinônimo de amadurecimento na gestão, que vem agora de forma mais atualizada com as tendências e cenários do mercado. O Grupo A TARDE passa por um momento onde cada conteúdo é pensado de forma planejada e estratégica, visando a credibilidade e força que a marca tem e sempre ofereceu aos seus leitores e ouvintes".

Imagem ilustrativa da imagem Readequamos nossas prioridades para maximizar relevância de conteúdo, revela diretor de A TARDE
Caroline Gois, diretora do Portal A TARDE (Foto: Raul Spinasssé | Ag. A TARDE)

A diretora analisa que os materiais especiais do Grupo - que atualmente passeiam pelos três veículos - agregam à informação e permite que nosso público consuma de forma variada e de acordo com seu gosto, afinidade e possibilidades. "Gerar conteúdo multimídia é um caminho sem volta para o mercado da comunicação que, através deste formato, consegue realizar a convergência propriamente dita e valorizar todas as suas plataformas", explica.

O Grupo A TARDE passa por um momento onde cada conteúdo é pensado de forma planejada e estratégica

O momento atual o Portal A TARDE também foi analisado por Caroline Gois. Segundo ela, esta é a melhor fase, de encarar o protagonismo e de fato ser online. A diretora comenta que a presença do hard news e do conteúdo permitem que o Portal evidencie sua característica e ao que o leitor espera.

Os planos para o Portal A TARDE vão além dos dias atuais, o Grupo tem planejado o futuro do veículo e o foco nos futuros frutos são evidentes. "Não estamos trabalhando com uma expectativa, e sim, com uma realidade que já começamos a alcançar. O Portal passará por uma virada que vai impactar na sua apresentação e ofertas para o público - entre elas uma plataforma com alta tecnologia que trará inteligência artificial e gameficação. É um novo momento para um Grupo que já possui audiência e marca. Já estamos dando os passos para a repercussão e chegar nesta tríade onde iremos concorrer forte no mercado nacional", comenta.

Caroline também comentou que o novo momento movimenta o mercado na Bahia, com a possibilidade de gerar emprego e trazer uma nova perspectiva para os profissionais da área.

"Temos que ser céleres e online exige isso. Entretanto, a busca não é por 'dar primeiro' e 'de qualquer jeito para sair na frente'. Queremos oferecer qualidade, que já uma marca de A TARDE e termos credibilidade na informação que passamos para nosso leitor. O importante é dar a notícia correta e seguirmos a linha que já foi marca do grupo ao longo do anos..."Saiu n’A TARDE, é verdade", conclui.

Um programa composto por integração

Quem acompanha as três plataformas do Grupo A TARDE pode ver que já existem produtos que se movimentam nos veículos, sem repetição. O programa 'Isso é Bahia', assim como os especiais do Jornal A TARDE, é um desses meios. A integração tem se apresentado de forma espontânea e positiva.

Imagem ilustrativa da imagem Readequamos nossas prioridades para maximizar relevância de conteúdo, revela diretor de A TARDE
Jefferson Beltrão, diretor da Rádio A TARDE FM (Foto: Raul Spinasssé | Ag. A TARDE)

Para abordar este assunto, o diretor da Rádio A TARDE FM, Jefferson Beltrão, comentou um caso recente. Ele entrevistou o médium, professor e filantropo Divaldo Franco para o programa e solicitou o conteúdo gravado em vídeo pela equipe do médium. Com isso, foi possível transformar uma entrevista em produções para o Portal A TARDE e Jornal A TARDE. Enquanto na rádio foram apresentados momentos em três blocos, no impresso foi publicado uma parte da entrevista e o portal divulgou o vídeo na íntegra. "Durante o programa frisamos que cada plataforma apresentou uma forma diferente deste conteúdo".

"A relação entre as plataformas do Grupo tem sido um processo natural e necessário. Porque convergindo, tem que haver diálogo. Por exemplo, na véspera de cada programa eu converso com os diretores de cada veículos, articulamos fotógrafos, além da relação com as redações que fazem entrada ao vivo durante o programa", comenta Jefferson Beltrão.

Para o diretor da Rádio A TARDE FM, esta nova fase tem sido trabalhada e já mostra seus frutos. "A gente está nessa virada de chave do Grupo e penso que estamos [a rádio] dando um passo mais ousado a partir de agora. A rádio estava acostumada a estar integrada com as redes sociais e no Portal d’A TARDE FM. E agora estamos caminhando juntos, com o Portal A TARDE e com o Jornal A TARDE. O ‘Isso é Bahia’ foi o start: trazemos um programa jornalístico, que antes não existia na programação da rádio, com o propósito de se posicionar de temas de interesse público, de ter uma postura mais crítica e a partir daí gerar conteúdo".

A relação entre as plataformas do Grupo tem sido um processo natural e necessário

Jefferson Beltrão explica que a demanda do público por informação tem crescido e com isso, A TARDE FM terá um jornalismo fortalecido nos próximos anos. Ele explica que um dos reflexos já percebidos é que os assuntos abordados no ‘Isso é Bahia’ e que são replicados no ‘A TARDE Notícias’, que vai ao ar das 17h às 19h.

"Eu acho que o rádio é um dos veículos que conseguiram se preservar na sua essência, porque o rádio conserva sua magia própria. Independente do meio do consumo, é possível consumir informação pelo estímulo do áudio e se encantar com ele. Estamos caminhando para explorar ao máximo as plataformas digitais", revela.

O diretor da Rádio A TARDE FM analisa que a relação entre as plataformas do Grupo tem sido um processo natural e necessário. Ele explica que o diálogo se mantém desde a pré-produção do programa, com a apresentação dos convidados, solicitação de repórter e fotógrafo; durante a programação, com as entradas ao vivo das redações; e a pós-produção, com a veiculação de matérias nas plataformas do Grupo.

"A gente está nesse processo de virada de chave do Grupo e penso que estamos [a rádio] dando um passo mais ousado a partir de agora. A rádio estava acostumada a estar integrada com as redes sociais e no Portal d’A TARDE FM. E agora estamos caminhando juntos, com o Portal A TARDE e com o Jornal A TARDE. O ‘Isso é Bahia’ foi o start: trazemos um programa jornalístico, que antes não existia na programação da rádio, com o propósito de se posicionar de temas de interesse público, de ter uma postura mais crítica e a partir daí gerar conteúdo".

Ética, conteúdo e credibilidade

O Jornal A TARDE completa 107 anos e sempre se manteve atual. Com produções bem elaboradas, as reportagens se aproximam ao máximo do leitor e o mantém informado logo nas primeiras horas do dia.

Imagem ilustrativa da imagem Readequamos nossas prioridades para maximizar relevância de conteúdo, revela diretor de A TARDE
Mariana Carneiro, diretora do Jornal A TARDE (Foto: Raul Spinasssé | Ag. A TARDE)

"O impresso segue trilhando o caminho importante e essencial de oferecer ética e credibilidade dentro de um cenário que requer atenção para a origem e a veracidade das notícias que circulam. O slogan "saiu n'A TARDE, é verdade" nunca esteve tão atual e necessário. Ao mesmo tempo, o mundo digital nos dá a oportunidade de inovar na produção e entrega desse conteúdo, mas sempre com o respaldo da ética e confiabilidade que sempre nortearam a marca A TARDE", revela Mariana Carneiro, diretora do Jornal A TARDE.

Os veículos passaram a "conversar" melhor e a se beneficiar mais da produção de cada um

Oriundos do impresso, os especiais Olhar Cidadão, Olhar Futuro e Para Sempre Dulce têm se adaptado ao Portal A TARDE e à Rádio A TARDE FM. Segundo Mariana Carneiro, a exposição destes conteúdos nos formatos destinados à cada plataforma permite falar a um público mais amplo, que consome informação de forma diferente e própria. "É um caminho essencial que permite maior relevância a nossa produção jornalística".

A convergência era um sonho antigo do Grupo A TARDE que foi se consolidando com a chegada dos veículos online e rádio. Ao longo dos anos, a parceria foi se fortalecendo e hoje permite que o leitor consuma conteúdo nas três plataformas, de formas diferentes. "A convergência é um processo que vem sendo trabalhado ao longo dos anos, desde o lançamento de novas plataformas por A TARDE. O que acontece no momento atual é o aprimoramento dessa sinergia. Os veículos passaram a "conversar" melhor e a se beneficiar mais da produção de cada um, que é trabalhada com roupagens e abordagens diferenciadas em cada tipo de mídia. Assim temos conteúdos que acabam sendo exclusivos e diferenciados em cada plataforma do grupo", aponta Mariana Carneiro.

Publicações relacionadas