adblock ativo

Rodoviários estão preocupados com demissões em Feira

Publicado quarta-feira, 16 de dezembro de 2015 às 23:05 h | Atualizado em 16/12/2015, 20:53 | Autor: Miriam Hermes l Sucursal Barreiras
Rodoviários Feira de Santana
Rodoviários Feira de Santana -
adblock ativo

Moradores e viajantes que estavam de passagem, na manhã desta quarta-feira, 16, em Feira de Santana, distante a 110 km de Salvador, sentiram os reflexos da paralisação de advertência dos rodoviários, que impediram a circulação de 200 coletivos urbanos e ônibus intermunicipais e interestaduais, entre as 4h e as 7h.

Diretor do Sindicato dos Rodoviários de Feira de Santana, Antônio Lima diz que a maior preocupação da categoria "é com a perspectiva da demissão massiva de cobradores, com a instalação de catracas eletrônicas".

Ele afirmou que o sindicato é totalmente contra esta proposta, "pois os motoristas ficarão sobrecarregados, exercendo dupla função", disse, salientando que o objetivo da categoria "é a manutenção dos empregos dos cobradores", enfatizou.

Demandas

Para Lima, a mobilização desta quarta foi um sinal de advertência sobre a questão dos cobradores, no entanto, outras demandas também fazem parte do movimento. "Nós precisamos de mais segurança para trabalhar, o que cada dia está mais difícil com os constantes assaltos e ataques a ônibus".

Na cidade, muitas pessoas que dependem de locomoção utilizaram  transportes clandestinos, seguiram a pé ou pegaram carona com familiares e amigos. No terminal rodoviário a paralisação causou transtorno a quem tinha viagem marcada entre as 4h e as 7h.

adblock ativo

Publicações relacionadas