São João: sistema de delivery facilita venda e consumo de comidas típicas

Publicado quarta-feira, 16 de junho de 2021 às 06:00 h | Atualizado em 15/06/2021, 18:33 | Autor: Gisele Souza*

Chega o mês de junho e, com ele, a expectativa pelo São João. Embora a pandemia da Covid-19 afete as comemorações pelo segundo ano consecutivo, as delícias típicas juninas ainda podem ser saboreadas na segurança do próprio lar. Afinal, quem deseja manter a tradição viva deve se adaptar aos novos tempos.

A praticidade de venda e compra das comidas típicas do período deve ser levada em conta por comerciantes e clientes, que podem aproveitar as opções do sistema de delivery, por meio do qual as empresas ampliam o alcance dos produtos e os quitutes juninos podem ser recebidos no conforto de casa.

A modalidade, impulsionada com o isolamento social, ajuda o consumidor a matar a vontade do quentão, da canjica, do amendoim e do licor, entre outros, e fomenta o comércio local, contribuindo para a atuação dos pequenos empreendedores. E para te ajudar nesta tarefa deliciosa, o Portal A TARDE reúne algumas empresas que ofertam produtos pelo delivery.

Inovação

Imagem ilustrativa da imagem São João: sistema de delivery facilita venda e consumo de comidas típicas
Bebida passou a ser comercializada para além de maneira sazonal Foto: Divulgação

O licor é um dos principais produtos associados ao São João. A marca Duda Licor Gourmet inovou e, no segundo ano de atuação, estendeu a venda do produto para o período pós-junino, rompendo a ideia de que licor é apenas uma bebida sazonal. A empresa surgiu há três anos e aquece as vendas por meio da modalidade delivery, atendendo os moradores de Salvador e Lauro de Freitas, e também drive-thru, localizado em Stella Maris.

A engenheira química Maria Eduarda de Sousa, de 29 anos, conta que a produção dos licores foi pensada como forma de empreender algo voltado para a sua área profissional. Os licores, com diversidade de sabores, são vendidos por R$ 40 a unidade. Os pedidos podem ser feitos pelo Instagram ou via WhatsApp, no número (71) 99330-1106.

Ainda que a ligação do licor com o São João seja comum e estimule as vendas, ela afirma que é "necessário posicionar a marca de outra forma, abraçando todas as épocas do ano”. O delivery, que também é positivo quanto aos custos para o vendedor e praticidade para o cliente, contribui com a comercialização da bebida em demais períodos. "Muitas pessoas preferem o delivery do que o drive. Com a pandemia, as vendas triplicaram", afirma.

Potencialidade

Imagem ilustrativa da imagem São João: sistema de delivery facilita venda e consumo de comidas típicas
Kits são montados pelos próprios clientes | Foto: Divulgação

Com o amor pelo hábito de fazer “gostosuras” para a família e com o intuito de driblar o desemprego, a enfermeira Lucivalda de Carvalho, 42 anos, enxergou potencialidade no ramo e criou a Agridoce, empresa que existe há 10 anos e está registrada há cinco. Trabalhando ao longo do ano com venda de bolos, doces, refeições e outros, ela consegue alinhar a marca, principalmente em razão do delivery, às datas comemorativas, com a comercialização dos tradicionais kits para a realização dos festejos.

O São João é uma dessas datas em que os kits se fazem presentes. A empreendedora fornece variadas opções de alimentos típicos, que podem ser selecionados pelos próprios clientes e entregues em toda a Salvador e região metropolitana. Os valores dos kits variam de R$ 60 (com três peças) a R$ 100 (seis peças), além das opções de bolos. Os pedidos podem ser feitos pelo Instagram ou via WhatsApp, no número (71) 98624-3510.

Com o delivery, ela consegue entregar o pedido com maior facilidade, no dia e horário marcado pelos consumidores. Segundo ela, “tempo, praticidade e conforto” são características importantes desta modalidade. O delivery, juntamente com a festa junina, são vistos por ela como um combo de “grande oportunidade, por estarmos no Nordeste, que é o local em que mais se festeja”, ressalta.

Diferenciação

Imagem ilustrativa da imagem São João: sistema de delivery facilita venda e consumo de comidas típicas
“Boxes temáticas” passaram a ser adquiridas para todos tipos de comemorações | Foto: Divulgação

As famosas “boxes temáticas” foram novidades logo abraçadas pelo público para os períodos comemorativos. A empresa BooBox, da psicopedagoga Cláudia Andrade, de 48 anos, surgiu em meio à pandemia, em maio de 2020, instituindo o delivery desde o início. Os bairros de toda a capital baiana e RMS são contemplados. "É prático, seguro e cômodo para o cliente que se satisfaz, sem sair de casa”, analisa.

Cláudia comercializa diversos tipos de kits para variados momentos e conta que as datas festivas são uma inspiração, sendo a época junina uma das oportunidades para fornecer os produtos. “São João passou a ser em casa e, para não passar em branco, ofereço a oportunidade de as pessoas comprarem o menu completo, sem sair de casa e sem se expor”, ressalta.

São dois tipos de kits juninos. Um deles, intitulado de “Dendicasa”, no valor de R$ 99, e o segundo kit, nomeado de “Anarriê”, que custa R$ 159. Há ainda opções de bolos caseiros no valor de R$ 29. Os pedidos podem ser feitos pelo Instagram ou via WhatsApp, no número (71) 99662-1958.

Cuidados

Com o São João, os cuidados como higienização dos produtos juninos e das mãos são recomendados pela Vigilância Sanitária de Salvador (Visa), para evitar tanto a intoxicação alimentar quanto a contaminação pela Covid-19. Ainda segundo o órgão, é importante que os produtos contenham rótulos, identificando questões como produção, ingredientes do produto, datas de fabricação e validades. Além disso, qualquer irregularidade pode ser denunciada pelos cidadãos através do Fala Salvador, no número 156, ou por meio do site.

*Sob supervisão da editora Thaís Seixas

Publicações relacionadas