Grandes festas juninas receberão ações de prevenção a ISTs | A TARDE
Atarde > Bahia > São João

Grandes festas juninas receberão ações de prevenção a ISTs

Governo instalará postos avançados de saúde em sete dos mais concorridos destinos de São João

Publicado domingo, 09 de junho de 2024 às 05:15 h | Atualizado em 09/06/2024, 07:36 | Autor: Da Redação
Em Salvador, posto no Parque de Exposições funcionará entre os dias 13 e 15, 21 e 24 e de 28 de junho a 2 de julho
Em Salvador, posto no Parque de Exposições funcionará entre os dias 13 e 15, 21 e 24 e de 28 de junho a 2 de julho -

Mais de 1,5 milhão de pessoas deve aproveitar as festas juninas na capital baiana e no interior do estado, indicam as projeções da Secretaria de Turismo da Bahia. Para rimar diversão e cuidado, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), vai investir mais de R$ 4,5 milhões em um conjunto de ações de saúde, que incluem a distribuição de preservativos femininos e masculinos e a montagem de estandes para testagem rápida de Infecções Sexualmente Transmissíveis (ISTs).

Ao todo, sete postos serão montados. Nas cidades de Amargosa, Irecê e Santo Antônio de Jesus, os testes poderão ser feitos entre os dias 19 e 24. Em Senhor do Bonfim, o posto funcionará entre os dias 19 e 23; em Ibicuí, de 20 a 24 e, em Cachoeira, de 21 a 25.

Em Salvador, o posto montado no Parque de Exposições funcionará entre os dias 13 e 15, 21 e 24 e de 28 de junho a 2 de julho. Os estandes contarão com equipes multidisciplinares formadas por assistente social, enfermeiras, farmacêuticos, psicólogos, médicos, biomédicos, fisioterapeutas, sanitaristas, motoristas e assistentes administrativos.

Nos locais, será possível realizar testes rápidos para a detecção de HIV, Sífilis e Hepatites B e C e ter acesso à distribuição de preservativos femininos e masculinos, além de a aconselhamento sobre prevenção e sexo seguro. No caso de testes positivos, o paciente receberá encaminhamento para o tratamento.

De acordo com a Sesab, este é o segundo ano consecutivo em que a estratégia de testagem de ISTs está sendo realizada durante os festejos de São João. Dados da pasta apontam que, em 2023, foram realizados 14.548 testes rápidos nas sete cidades onde os estandes foram montados. Do total, 27 foram positivos pra HIV, 3 para Hepatite B, 7 para Hepatite C e, para Sífilis, foram 201 testes reagentes.

“Entendemos que a estratégia deu certo em 2023 e vamos continuar em 2024”, afirma a secretária da Saúde da Bahia, Roberta Santana. A chefe da pasta aponta que a iniciativa de montagem de estandes para testagem de ISTs já vem sendo utilizada há algum tempo em grandes festas, como Carnaval e Micareta de Feira de Santana. “Em 2023, quando somamos os testes realizados durante o carnaval, micareta e São João, o total chegou a 31.191 exames, sendo 64 positivos para HIV, 11 para Hepatite B, 19 para Hepatite C e 493 para Sífilis”, contabiliza Roberta Santana.

A foliã Laís Dantas da Silva, por exemplo, fez os testes durante a Micareta de Feira de Santana, em abril. “É a primeira vez que faço um teste de IST”, disse. “Com certeza, se não tivesse este estande aqui, dificilmente eu buscaria uma unidade de saúde. Esse é o ponto interessante dessa iniciativa, trazer para perto da gente a possibilidade de fazer o teste e cuidar da saúde”.

Posto de testagem
Posto de testagem |  Foto: Leonardo Rattes | Saúde GOVBA

Diagnóstico precoce

A secretária Roberta Santana destaca que o governo da Bahia, por meio da Sesab, tem reforçado a importância da testagem. “Quanto mais cedo o agravo é diagnosticado, mais eficiente é o tratamento porque torna possível proporcionar uma melhor qualidade de vida a essa pessoa”, explica a secretária.

A infectologista e diretora médica do Instituto Couto Maia, Alice Sena, chama atenção para a importância de iniciativas como esta para evitar o agravamento das doenças. De acordo com ela, a testagem periódica de pessoas que são sexualmente ativas facilita o diagnóstico precoce da infecção, possibilitando o tratamento tempestivo e a interrupção da cadeia de transmissibilidade desses agentes infecciosos. “Desta forma, não se aguarda que complicações ou sintomas ocorram para que seja diagnosticada a enfermidade”, afirma Sena.

Como estratégia para atrair as pessoas para fazerem os testes de ISTs, cujos resultados são apresentados em cerca de 20 minutos, profissionais farão abordagem explicando a importância da testagem, além de distribuir material informativo. Será a mesma estratégia que já vem sendo utilizada nos outros grandes eventos onde foram montados estandes de testagem.

Foi a partir desta abordagem que o morador de Feira de Santana Narciso Lima Ferreira resolveu fazer a testagem durante a Micareta de Feira. “Tenho 50 anos e essa é a primeira vez que faço estes exames”, contou. “Vim com a minha esposa para a festa e as profissionais me explicaram todo o procedimento. O importante é vermos se está tudo bem com a nossa saúde”.

Posto de testagem
Posto de testagem |  Foto: Leonardo Rattes | Saúde GOVBA

Tratamento garantido

Pessoas com testes positivos detectados na ação são encaminhadas para acompanhamento, como explica a coordenadora de Doenças e Agravos Transmissíveis da Sesab, Eleuzina Falcão. “Quem, por ventura, tenha o teste positivo já sai do estande com agendamento para uma unidade de saúde onde poderá ter toda orientação e tratamento para a infecção”, explica. “Nosso trabalho não é apenas o de entregar o resultado de um teste. É essencial que façamos não só a testagem, mas também a conscientização da importância do sexo seguro e o encaminhamento para tratamento, quando necessário”.

Uma das unidades para a qual a pessoa pode ser encaminhada é o Centro Estadual Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa (CEDAP), unidade da Sesab em Salvador especializada no atendimento a pessoas com ISTs. É no local que o biotecnólogo e produtor de conteúdo digital Ítalo Costa faz seu acompanhamento. Vivendo com HIV há cinco anos, ele conta como o acolhimento da equipe foi essencial para a adesão ao tratamento. “A forma com a qual fui acolhido foi muito importante para eu poder iniciar o tratamento”, afirma.

Ele conta que, hoje, se tornou um incentivador para que seus amigos e conhecidos façam testes regularmente. “Utilizo meu perfil na rede social, o @bixcoitandopod, como um canal de informação”, relata. “Vejo os postos de testagem não só como um local pra fazer um exame, mas como um ponto de atenção para o cuidado com a própria saúde. É um local que traz uma mensagem importante”.

Outro ponto abordado por Ítalo é o fato de o vírus HIV nele estar indetectável. Isto significa que o tratamento está tendo resultado. A infectologista Alice Sena explica que a pessoa que tem sua carga viral indetectável sustentadamente por seis meses, é considerada intransmissível, pela via sexual. “Além disto, devemos avaliar também a importância de se ofertar tratamento para estas pessoas, o mais breve possível, evitando que haja um comprometimento ainda maior do seu sistema imunológico e progressão para o desenvolvimento de inúmeras infecções e neoplasias oportunistas, caracterizando a doença, a Aids”, pontua.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS