Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > BBB
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
17/04/2024 às 2:41 - há XX semanas | Autor: Da Redação

Confira íntegra do discurso de Tadeu para anunciar vitória de Davi

Baiano conquistou 60,52% dos votos

Imagem ilustrativa da imagem Confira íntegra do discurso de Tadeu para anunciar vitória de Davi
-

Davi Brito conquistou 60,52% dos votos do público e se sagrou campeão do Big Brother Brasil 24 nesta terça-feira.

Em segundo lugar ficou Matteus, do Alegrete, e, em terceiro lugar ficou a cunhã-poranga, Isabelle Nogueira.

Confira a íntegra do discurso de Tadeu Schmidt para anunciar o resultado final:

“Dizer que o BBB mexeu com o país de Norte a Sul não é mais uma expressão. O Norte vibra com a Cunhã-Poranga - a mulher que uniu os dois. Hoje todos são Caprichoso, todos são Garantidos. No Sul, não me perguntes onde fica o Alegrete, porque depois do Matteus não tem quem que não conheça! Entre as duas pontas, Salvador em festa... Primeira capital do Brasil, coração do país e terra do Davi.

Quantos baianos não cruzaram com esse menino vendendo água no balde, na Lapa e não tinham como saber com o fenômeno que estavam lidando? O menino que vendia picolé no ônibus e ficava com o pé preto de andar descalço, agora está lutando por carros, por prêmios, milhões, lutando por um sonho que parecia inalcançável.

Em pensar que você esteve tão próximo de apertar o botão, né, Davi? Ali tudo parecia perdido, como foi importante ter a Isabelle do seu lado. A cunhã não largou a mão do amigo de jeito nenhum, essa é uma das principais forças dessa guerreira. Foi assim com o Davi e com os outros também. São momentos em que a Isabelle esquece os próprios interesses e pensa apenas naquela pessoa que está na frente dela e precisa de ajuda.

No caso do Davi então, imagina o conflito interno da cunhã? Estava todo mundo do lado oposto do Davi, de que lado ela ia ficar. Do Davi ou da esmagadora maioria. Ela ficou com o amigo, sempre. Aflita, questionando o aliado, debatendo com ele, mas sempre leal. E não foi só em um momento e outro aqui não. Difícil não lembrar um dos 100 dias em que o Davi não esteve no centro da história. Não dispensou nenhuma resenha, até quando não era com ele. Não se escondeu, não fugiu de jeito nenhum. Recebeu muitas críticas. Quem criticou seus erros não estava totalmente equivocado, mas estava cego a ponto de não ver o quanto Davi estava disposto a corrigir esses erros.

Aquele negócio de ‘eu sou homem’, nunca mais usou. O ‘psiu’ de vez em quando escapa, né, Davi? Mas não é por falta de esforço pra não repetir o que incomoda os outros e ele vai continuar assim. Sabe porque ele consegue isso? É a soma da humildade com a inteligência. Com essa inteligência e mais essa disciplina que a gente já viu na casa, independentemente do resultado de hoje, pode falar para aquela moça que um dia vendia limão grávida sentada na rua, pode falar pra ela que o filho dela vai ser doutor com certeza, mas e aqui no jogo?

Vale a pena falar tudo na cara? Não tirar o pé do acelerador nem na retal final? O Matteus também se entregou ao jogo de corpo e alma, mas com estilo muito mais pacífico, né? Só virou a fera nas provas. No conflito sempre foi o mais cordial. Se mesmo com tanta coisa em disputa ele não faz nada que deixaria a vó Neuza brava, que impacto tem nas pessoas dentro e fora da casa.

Os números são bem curiosos. Matteus só foi para três Paredões em um total de 21. Assim mesmo porque, para o último, ele só não iria se vencesse a Prova do Finalista. E as porcentagens de votos que ele recebeu para ser eliminado são para dar risada: 2,23%, 1,07% e 0,82%. É o candidato sem rejeição.

E, para completar, formou um casal no finzinho da festa e, que casal, com uma química rara. Tanto se falou este ano sobre os romances, se atrapalham, se ajudam e aí? Aí que nós já vimos de tudo em mais de 20 edições de BBB, tantos perfis diferentes podem chegar a vitória.

O BBB 24 recebeu o Camarotes que já trilhavam seu sucesso, só que acima de tudo o brasileiro se viu representado. Por aqui passaram o motoboy, a camelô, o cozinheiro da escola, o colocador de piso, a trancista, o motorista, o professor, a confeiteira, os endividados.

Trabalhadores que levam suas profissões com toda dignidade, mas que tem um sonho legítimo de uma vida mais confortável. Hoje o BBB apenas confirma que, o que o nosso povo precisa, é de oportunidade para mostrar seu valor.

De Norte a Sul do país quantas pessoas estão torcendo agora e se vendo nesses três finalistas, três brasileiros que têm em comum a vida simples, de muito suor, infância difícil, que em algum momento tiveram que abrir mão dos estudos, que tanto desejavam porque a vida assim exigiu.

A vitória vai para uma pessoa que merece demais, por tudo que é, pela esperança que representa, pela maneira como se entregou nesses 100 dias, do seu jeitinho, é difícil você se ver de frente para um sonho, pois prepare-se para abraçá-lo, pois a vitória do BBB 24 é a sua Doutor Davi.”

Assuntos relacionados

Alegrete Big Brother Brasil 24 Cunhã-Poranga Davi Brito Isabelle Nogueira Matteus

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

Alegrete Big Brother Brasil 24 Cunhã-Poranga Davi Brito Isabelle Nogueira Matteus

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

Alegrete Big Brother Brasil 24 Cunhã-Poranga Davi Brito Isabelle Nogueira Matteus

Publicações Relacionadas

A tarde play
Play

Davi é ovacionado por multidão no Rio de Janeiro

Play

Davi revela que ainda não reencontrou namorada: “Calabreso tá nervoso”

Play

Famosos comemoram a vitória de Davi na final do BBB 24; veja

Play

Jerônimo elogia Davi por vitória no BBB: “a Bahia está muito feliz”

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA