Anestesista filmado enquanto estuprava grávida é levado para presídio

Audiência do médico será realizada na terça-feira, no período das 13h às 18h

Publicado segunda-feira, 11 de julho de 2022 às 18:42 h | Atualizado em 11/07/2022, 19:23 | Autor: Da Redação
Quintella Bezerra foi preso nesta segunda-feira, 11
Quintella Bezerra foi preso nesta segunda-feira, 11 -

O médico anestesista Giovanni Quintella Bezerra, preso em flagrante por estuprar uma grávida durante a cesariana, foi levado para o presídio de Benfica, na Zona Norte do Rio, no início da tarde desta segunda-feira, 11.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, a audiência do médico será realizada na terça-feira, no período das 13h às 18h. Giovanni foi indiciado por estupro de vulnerável, cuja pena varia de 8 a 15 anos de reclusão. A polícia vai investigar descobrir outras possíveis vítimas do anestesista.

O Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) abriu um processo para expulsar o anestesista. Clovis Bersot Munhoz, presidente do Cremerj, disse que “as cenas são absurdas”. Em nota, a Fundação Saúde do Estado do Rio de Janeiro e a Secretaria de Estado de Saúde repudiaram a conduta do médico anestesista.

“Informamos que será aberta uma sindicância interna para tomar as medidas administrativas, além de notificação ao Cremerj. A equipe do Hospital da Mulher Heloneida Studart está prestando todo apoio à vítima e à sua família”, afirmaram.

A prisão em flagrante aconteceu após funcionários da unidade de saúde filmarem o anestesista colocando o pênis na boca de uma paciente quando ele participava do parto dela.

Publicações relacionadas