Anestesista flagrado em estupro passará por avaliação psicológica

Vítima deverá receber atendimento psicológico

Publicado terça-feira, 19 de julho de 2022 às 14:31 h | Atualizado em 19/07/2022, 14:31 | Autor: Da Redação
Giovanni foi preso em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável e teve a prisão convertida em preventiva
Giovanni foi preso em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável e teve a prisão convertida em preventiva -

O anestesista Giovanni Quintella Bezerra, 31, flagrado abusando sexualmente de uma mulher durante o parto, deverá passar por avaliação psicológica.

A determinação é da Justiça do Rio de Janeiro. Giovanni deverá ser atendido por profissionais da Equipe Técnica do Juizado Especial de Violência contra a Mulher da 2ª Vara Criminal de São João de Meriti.

A justiça determinou também que a vítima deverá passar por atendimento psicológico conduzido pela mesma equipe. Peritos deverão elaborar um laudo sobre o estado dela e encaminhá-lo a Justiça.

A previsão da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) que investiga o caso é finalizar o inquérito ainda nesta terça-feira, 19, e encaminhar ao Ministério Público do Rio de Janeiro.

Giovanni foi preso em flagrante pelo crime de estupro de vulnerável e teve a prisão convertida em preventiva durante audiência de custódia.

A polícia apura ainda cerca de 30 nomes de pacientes que passaram por procedimentos com ele.

Publicações relacionadas