Apple é multada em R$ 10 milhões por vender iPhone sem carregador

Publicado sexta-feira, 19 de março de 2021 às 21:21 h | Atualizado em 19/03/2021, 21:25 | Autor: Da Redação

A Superintendência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) de São Paulo anunciou nesta sexta-feira, 19, que aplicou uma multa no valor de R$ 10.546.442,48 à Apple por vender iPhones sem carregador.

Além disso, o Procon-SP acusa a empresa de propaganda enganosa, de vender aparelhos com defeitos de fábrica, de manter cláusulas abusivas no contrato com consumidores e de não ter consertado um produto que ainda estava no prazo de garantia.

"A Apple precisa entender que no Brasil existem leis e instituições sólidas de Defesa do Consumidor. Ela precisa respeitar essas leis e essas instituições", declarou, em nota, o diretor executivo do Procon-SP, Fernando Capez.

A justificativa oficial da Apple para remover os acessórios é de que a decisão faz parte do seu "compromisso com o meio ambiente".

Publicações relacionadas