Assessores denunciam Gabriel Monteiro por assédio sexual e moral

Vereador do Rio de Janeiro pode ter mandato cassado

Publicado segunda-feira, 28 de março de 2022 às 11:08 h | Atualizado em 28/03/2022, 11:08 | Autor: Da Redação
Vereador de 27 anos é ex-policial e faz sucesso no YouTube
Vereador de 27 anos é ex-policial e faz sucesso no YouTube -

Cinco pessoas entre servidores e ex-assessores do vereador do Rio de Janeiro, Gabriel Monteiro, o denunciaram em reportagem do Fantástico por práticas de assédio sexual e moral. Além disso, eles também relataram pagamentos com dinheiro público para trabalhos voltados ao canal do ex-policial no Youtube. Os funcionários também relataram que não precisavam trabalhar na Câmara Municipal. 

"Ele me abraçava assim por trás, 'te amo' e não sei o que, 'você é minha amiga'. Beijava o meu rosto, saía de pênis ereto e ia mostrar para o segurança", relatou uma assessora identificada como Luiz. "Uma vez, foi no carro que ele começou pedindo para fazer massagem no meu pé. Aí foi começando a passar a mão nas minhas pernas. Foi para o banco de trás e começou a me agarrar, me morder, me lamber", acrescentou. 

Outros dois funcionários que aparecem na reportagem veiculada no último domingo, 27, também relataram que Gabriel Monteiro os fazia acaraciar o seu corpo. Um funcionário que não quis se identificar, contou que o expediente era cumprido na casa do vereador, onde situações constrangedoras aconteciam. 

"A gente ficava ali na frente e várias vezes ele foi na parte da frente da varanda da casa, e em outros cômodos a gente já viu também, com o órgão sexual para fora. E se vangloriando do tamanho do pênis. E mesmo se masturbando na frente de toda a equipe", contou. 

Vídeos fakes

Terceiro vereador mais votado no Rio, Gabriel Monteiro já era famoso por seus vídeos em que cultua a violência. Ex-policial militar, ele contou com a ajuda de policiais da ativa para encenar um tiroteio e postar no seu canal no YouTube. Imagens publicadas em seguida, sem a edição, mostram ele orientando o que filmar. 

Pouco depois, já ao deixar o local, o vereador combina com os seus companheiros de vídeo, uma história para poder contar à polícia.

Em um outro vídeo que viralizou, Gabriel Monteiro leva uma criança carente para comer no shopping e passa a indicar o que ela deve falar para emocionar quem está assistindo.  No vídeo publicado por Gabriel, a criança aparece agradecendo a refeição. As imagens divulgadas pelo "Fantástico", sem os cortes feitos pelo youtuber, porém, mostram ele dizendo à garota o que ela deveria falar em frente à câmera.

"Com a pouca regulamentação no país, essa mistura é muito nociva, porque a gente começa a ver situações em que não há nenhum controle policial, criando e forjando ocorrências, forçando a barra com determinados públicos, criando e fortalecendo essa ideia do policial guerreiro e salvador para ganhar cliques. E a gente vive em uma sociedade com medo, uma sociedade que de forma brusca esses heróis," falou ao Fantástico, Carolina Ricardo, diretora-executiva da ONG Sou da Paz.

Após os relatos, a Comissão de Ética e Decoro da Câmara Municipal do Rio vai se reunir às 15h desta terça-feira, 29, para debater as denúncias apontadas na reportagem do Fantástico

Publicações relacionadas