CGU aponta falta de justificativa em compra de caminhões pela Codevasf

Estatal é vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional

Publicado domingo, 17 de julho de 2022 às 14:40 h | Atualizado em 17/07/2022, 14:40 | Autor: Da Redação
Equipamentos foram destinados a municípios do Tocantins entre 2020 e 2021
Equipamentos foram destinados a municípios do Tocantins entre 2020 e 2021 -

A Controladoria Geral da União emitiu um relatório questionando as justificativas para a compra de tratores e caminhões de lixo pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf).

A estatal é vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional e a compra teria sido realizada por meio de emendas parlamentares, incluindo o orçamento secreto.

Os equipamentos foram destinados a municípios do Tocantins entre 2020 e 2021. A Controladoria identificou falhas significativas que podem apontar desvio de verbas públicas, segundo a CGU.

“Além de aumentar o risco de recebimento de bens sem necessidade, a falta de justificativa do quantitativo e da necessidade do objeto deixa uma lacuna no processo que compromete o entendimento da vinculação do objeto a ser adquirido com os objetivos dos programas e ações orçamentárias da instituição, visto que os recursos das emendas devem ser compatíveis e compatibilizados com os programas e projetos da Codevasf”, diz o órgão.

A CGU apontou ainda que um parlamentar solicitou a abertura de procedimento administrativo para compra de 11 caminhões a municípios do Tocantins alegando que o recurso é fundamental à coleta de lixo.

Segundo o Metrópoles, após análise de dados disponíveis no Portal da Transparência, trata-se do senador Irajá (PSD-TO).

Nas redes sociais ele já afirmou ter entregue 116 máquinas para 70 municípios. Procurado, não Irajá não se manifestou sobre o assunto.

Publicações relacionadas