Deolane e Tirulipam falam sobre busca da polícia em suas casas

Influenciadores digitais negam envolvimento com supostas práticas criminosas pela qual empresa Betzord é investigada

Publicado sexta-feira, 15 de julho de 2022 às 21:53 h | Atualizado em 15/07/2022, 22:14 | Autor: Da Redação
Deolane Bezerra e Tirulipa usaram as redes sociais para esclarecer as buscas e apreensões que a Polícia Civil fez em suas respectivas casas
Deolane Bezerra e Tirulipa usaram as redes sociais para esclarecer as buscas e apreensões que a Polícia Civil fez em suas respectivas casas -

As assessorias jurídicas dos influenciadores digitais Deolane Bezerra e Tirulipa usaram as redes sociais para esclarecer as buscas e apreensões que a Polícia Civil fez em suas respectivas casas nesta quinta-feira, 14. Foram levados itens de valor tanto da advogada quanto do humorista.

De acordo com os advogados, a polícia averiguou se eolane e Tirulipa teriam relação com a Betzord, empresa de apostas esportivas na internet, investigada pelo 27º Distrito Policial (DP), Campo Belo, por suspeita de “crime contra a economia popular e associação criminosa”. Segundo a nota publicada, os influenciadores só tiveram contratos de patrocínio com a empresa em 2021.

A advogada de Deolane destaca que a sua cliente consta apenas como averiguada pela investigação. “Cumpriram a ordem judicial de busca e apreensão a fim de coletar provas para o inquérito policial que busca investigar diversos influenciadores que fizeram publicidades para a empresa Betzord, a qual atua no seguimento de jogos e apostas esportivas on-line”, informa trecho da nota.

Também por nota divulgada no Instagram, a defesa de Tirulipa negou a participação do humorista em qualquer prática criminosa. “A assessoria jurídica do artista informa que o mesmo não possui qualquer envolvimento com a empresa investigada por suposto crime contra a economia popular e associação criminosa”, diz o comunicado.

A empresa Betzord também se manifestou nas redes sociais negando qualquer irregularidade envolvendo seu trabalho com apostas e que procura a polícia para esclarecer o assunto.

“A BETZORD tomou conhecimento que está sendo investigada por autoridade policial, em inquérito originado para apurar o comércio de rifas nas redes sociais. A empresa está buscando as autoridades policiais para demonstrar que sempre atuou de forma correta e em estrito respeito às normas legais”, aponta trecho da nota divulgada.

Publicações relacionadas