Facebook é multado em R$ 10 mi após ignorar tráfico ilegal de animais

Rede social serviu de plataforma para a venda de, ao menos, 2,2 mil espécimes de animais silvestres

Publicado quarta-feira, 06 de julho de 2022 às 10:31 h | Atualizado em 06/07/2022, 11:15 | Autor: Da Redação
O Ibama multa a plataforma Facebook  por não coibir o comércio ilegal de animais silvestres
O Ibama multa a plataforma Facebook por não coibir o comércio ilegal de animais silvestres -

A plataforma Facebook foi multada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) em R$ 10,1 milhões em decorrência da venda ilegal de animais silvestres na rede social.

De acordo com o documento, traficantes usaram a rede social para vender ao menos 2.227 espécimes da fauna silvestre nativa sem a devida licença, e o Facebook teria sido omisso ao não coibir o comércio ilegal.

A comercialização ocorre livremente na plataforma, mesmo a prática sendo proibida, segundo a política da própria empresa, desde 2018.

Há pelo menos quatro anos, o Facebook tem sido alertado pelo Ibama sobre a venda de animais silvestres, mas fez “pouco caso” da situação, segundo uma fonte do órgão ambiental ouvida pelo Metrópoles

“Tentamos várias negociações, mas as conversas com o Facebook nunca prosperaram”, afirma o servidor, que optou por não ser identificado.

Um estudo feito pela Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres (Renctas) em parceria com a Nortrhumbria Universaty, do Reino Unido, indica que dezenas de milhões de animais selvagens são comercializados por ano no Brasil. A venda ilegal explodiu com o avanço da tecnologia, que criou redes internacionais de contatos.

Publicações relacionadas