Governo autoriza estudo para privatizar exploração do pré-sal

Um dos pontos da análise é abrir caminho para venda da Petrobras

Publicado sábado, 14 de maio de 2022 às 09:40 h | Atualizado em 14/05/2022, 10:20 | Autor: Da Redação
Objetivo do estudo é avaliar a desestatização da empresa e dos ativos sob a gestão atual
Objetivo do estudo é avaliar a desestatização da empresa e dos ativos sob a gestão atual -

O Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) recomendou a qualificação, no âmbito do PPI, da Empresa Brasileira de Administração de Petróleo e Gás Natural S.A (Pré-Sal Petróleo S.A) – PPSA. O objetivo é avaliar a desestatização da empresa e dos ativos sob a gestão atual. A recomendação foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), pelo Ministério da Economia.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, e o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, indicam que a venda da PPSA abre caminho para a privatização da Petrobras, que viria, de acordo com Guedes, em seguida.

A resolução, publicada no Diário Oficial da União deste sábado,14, e assinada por Guedes, que preside o conselho do PPI, e por Sachsida, define o início dos estudos para que a empresa, responsável por gerir os contratos da União na exploração de petróleo na câmara pré-sal, seja privatizada.

Criada em 2013, a PPSA é uma empresa pública federal responsável por gerir os contratos de produção celebrados entre o governo e outros investidores para a comercialização de petróleo, gás natural e outros hidrocarbonetos fluidos.

A intenção de venda da empresa pública federal havia sido anunciada pelo ministro Paulo Guedes, após solicitação de Adolfo Sashcida, que ascendeu ao cargo na semana passada, após a demissão de Bento Albuquerque.

Em entrevista na última quarta-feira, 11, Sachsida disse que a gestão dele vai priorizar as ações de privatização da estatal.

Publicações relacionadas