Homem que fazia filho refém é morto pela Guarda Civil | A TARDE
Atarde > Brasil

Homem que fazia filho refém é morto pela Guarda Civil

A ocorrência começou como um caso de violência doméstica, pois o homem havia agredido a ex-companheira e a

Publicado quarta-feira, 13 de dezembro de 2023 às 20:13 h | Atualizado em 14/12/2023, 12:05 | Autor: Da Redação
Imagem ilustrativa da imagem Homem que fazia filho refém é morto pela Guarda Civil
-

Um homem que mantinha o filho como refém com uma faca no pescoço foi morto por um tiro disparado por um agente da Guarda Civil Municipal de Sarandi, no Paraná, na manhã desta quarta-feira, 13. O caso aconteceu no Distrito do Vale Azul, na Rua Rio Grande do Sul, e foi registrado por uma câmera da Polícia Civil.

A ocorrência começou como um caso de violência doméstica, pois o homem havia agredido a ex-companheira e a mantido em cárcere privado. Quando as equipes da Guarda Civil Municipal e da Polícia Civil chegaram ao local, o homem se trancou na casa com o filho e ameaçou matá-lo.

As imagens mostram o momento em que os agentes entram na residência e se deparam com o homem segurando a faca contra o pescoço da criança. Diante da situação, um dos agentes da guarda atirou no homem, que caiu no chão.

Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas o homem já estava morto. A criança foi socorrida e levada para o hospital com ferimentos leves. A ex-companheira do homem também foi atendida e encaminhada para a delegacia para prestar depoimento.

O homem foi identificado como Fabiano Dark Palacini, de 31 anos. Segundo a Polícia Civil, ele havia enviado mensagens à ex-companheira, que tinha uma medida protetiva contra ele, dizendo que iria matar o filho. A mulher procurou a polícia, que iniciou uma operação conjunta com a guarda para resgatar a criança.

Publicações relacionadas

MAIS LIDAS