Juiz determina que Adélio Bispo siga detido, diz colunista

Decisão foi tomada diante da possibilidade de Bispo ser posto em liberdade imediatamente após perícia

Publicado quinta-feira, 14 de julho de 2022 às 18:42 h | Atualizado em 14/07/2022, 18:42 | Autor: Da Redação
Adélio Bispo está preso na penitenciária federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul
Adélio Bispo está preso na penitenciária federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul -

Próximo da possibilidade de ser liberado da prisão, Adélio Bispo de Oliveira, homem que esfaqueou Jair Bolsonaro (PL) durante a campanha eleitoral de 2018, deverá seguir preso em uma penitenciária federal por decisão da Justiça, publicou na tarde desta quinta-feira, 14, a coluna “Rodrigo Rangel” do Metrópoles.

De acordo com o veículo, o despacho com a decisão foi assinado nesta quinta pelo juiz federal Bruno Savino, de Juiz de Fora, cidade do interior mineiro onde aconteceu o atentado. O magistrado é o responsável pelo processo criminal aberto contra Bispo por tentativa de assassinato.

Quando decidiu pela sentença de Adélio Bispo em 2019, o juiz determinou que após três anos dela, Bispo deveria ser submetido a uma nova perícia para averiguar se seguia representando um risco para sociedade. Caso a resposta fosse negativa, ele poderia ser colocado em liberdade imediatamente.

A coluna diz ainda que a decisão já deve ser encaminhada ao juiz corregedor responsável pela penitenciária federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, onde Adélio está preso. A tendência é que o juiz magistrado deverá acatar o veredicto.

O Ministério Público Federal e o Departamento Penitenciário Nacional, vinculado ao Ministério da Justiça e responsável pela penitenciária de Campo Grande, já se manifestaram a favor de que Adélio seguisse internado em uma prisão federal.

Publicações relacionadas