adblock ativo

MDS diz que vai manter a distribuição de 2 milhões de cestas básicas este ano

Publicado segunda-feira, 21 de julho de 2008 às 21:18 h | Atualizado em 21/07/2008, 21:18 | Autor: Agência Brasil
adblock ativo

Cerca de 400 mil famílias acampadas à espera de reforma agrária, indígenas, quilombolas, comunidade de terreiro e atingidos por barragem - que estão em situação de insegurança alimentar e nutricional - devem ser atendidas pelo programa de Ação de Distribuição de Alimentos e Grupos Populacionais Específicos, segundo os cálculos do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

Em nota, o MDS divulgou que irá distribuir 2 milhões de cestas básicas em 2008 - mesmo número do ano passado - e ampliar a participação do Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar (PAA) na composição das cestas de alimentos. Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), esta participação foi de 60% em 2007.

Nesta segunda-feira, 21, o jornal Folha de S. Paulo publicou matéria afirmando que, por causa da alta dos alimentos, o governo estimava o corte de 500 mil cestas básicas para as famílias consideradas em situação de insegurança alimentar.

De acordo com a nota do ministério, para 2008, a expectativa é de que os recursos do PAA recebam um acréscimo de R$ 161,9 milhões. Em 2007, foram entregues 2.097.153 cestas de alimentos pela Conab com recursos do MDS e beneficiadas 402.726 famílias.

Os recursos do MDS para aquisição de cestas de alimentos via leilão público executado pela Conab foram de R$ 46 milhões em 2007 e R$ 41,4 milhões em 2008 e os Recursos de Desenvolvimento Agrário para o PAA foram de R$ 460,5 milhões em 2007 e R$ 622,4 milhões em 2008.

adblock ativo

Publicações relacionadas