Personal diz que falas do morador de rua foram desrespeitosas

Ele pediu que a sociedade respeite a mulher, quem considera vítima

Publicado sábado, 26 de março de 2022 às 18:28 h | Atualizado em 26/03/2022, 18:28 | Autor: Da Redação
Givaldo negou estupro e afirmou que a relação foi consensual
Givaldo negou estupro e afirmou que a relação foi consensual -

Após o morador de rua Givaldo Alves ter concedido diversas entrevistas relatando seu lado dos fatos, o personal trainer Eduardo Alves afirmou que as declarações foram desrespeitosas e ofensivas.

Eduardo foi filmado por câmeras de segurança espancando Givaldo após flagrar a própria esposa o traindo no carro com o morador de rua.

Ele chegou a dizer que o ato foi, na verdade, estupro, mas Givaldo negou e afirmou que a relação foi consensual.

Em nota, o personal afirmou repudiar as declarações do morador de rua e disse que medidas foram adotadas junto à Polícia Civil do Distrito Federal.

Ele afirmou que Sandra Mara está internada em clínica psiquiatrica e passa por tratamento para restabelecer sua saúde física e mental.

Ele pediu que a sociedade respeite a mulher, que considera vítima, bem como todas as outras.

"Faz-se necessário ressaltar a responsabilidade do Estado e da Sociedade na proteção dessa mulher, motivo pelo qual solicitamos que os usuários das mídias sociais parem de compartilhar vídeos que expõem e denigrem de forma ultrajante não apenas essa vítima, mas todas as mulheres, que passam a ser retratadas como um objeto sexualizado e sem valor".

O comunicado finaliza informando que a investigação criminal segue sob sigilo.

Publicações relacionadas