Menu
Pesquisa
Pesquisa
Busca interna do iBahia
HOME > BRASIL
Ouvir Compartilhar no Whatsapp Compartilhar no Facebook Compartilhar no X Compartilhar no Email
16/05/2023 às 8:39 - há XX semanas | Autor: Da Redação

MUDANÇAS

Petrobras abandona paridade internacional nos preços dos combustíveis

Anúncio oficial deverá ser feito nesta terça-feira

A política hoje é baseada no mercado externo, o que não irá mais acontecer
A política hoje é baseada no mercado externo, o que não irá mais acontecer -

A Petrobras decidiu abandonar a PPI (paridade de importação) como base dos critérios para a companhia realizar reajustes nos combustíveis. O anúncio oficial deverá ser feito nesta terça-feira, 16. As informações são da Folha de S.Paulo.

No domingo, 14, a Petrobras informou em um comunicado que estava discutindo internamente alterações em suas políticas de preço para diesel e gasolina. Na semana passada, em teleconferência de resultados, a direção da companhia disse que haveria um anúncio nesta semana sobre o assunto.

A política hoje é baseada no mercado externo, o que não irá mais acontecer. Assim, a estatal vai passar a considerar o mercado nacional.

O PPI foi implementado durante o governo Temer em 2016 e mantido durante todo o governo Bolsonaro. A política está submetida ao critério de paridade internacional, que faz o preço dos combustíveis variar de acordo com a cotação do barril de petróleo no mercado internacional e das oscilações do dólar.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) é crítico da política e prometeu a alteração ainda durante a campanha presidencial. O presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, indicado por Lula, já afirmou que as diretrizes precisam ser definida pelo governo, e não pela compahia.

Nesta semana, o ministro de Minas e Energias, Alexandre Silveira, afirmou que a PPI da Petrobras “é uma abstração” e a empresa estatal “se afastou muito da sua função social”.

“A Petrobras, criminosamente, trabalhou contra o país nos últimos anos. O botijão de gás é vendido pela Petrobras 26% acima do preço do PPI. É um gás que, inclusive, é pago pelo governo para chegar na casa do pobre. A Petrobras tem gordura para poder queimar acima do PPI na gasolina e no diesel”, afirmou Silveira.

Na última quinta, o presidente da companhia, Jean Paul Prates, explicou como devem funcionar os reajustes da Petrobras. “Não aceito o dogma do PPI. Aceito a referência internacional. Trabalhamos com a referência internacional com o preço de mercado de acordo com o nosso cliente. [A] cliente bom você dá desconto. É a política de empresa”, explicou.

Assuntos relacionados

combustíveis gasolina governo paridade Petrobras preços

Compartilhe essa notícia com seus amigos

Compartilhar no Email Compartilhar no X Compartilhar no Facebook Compartilhar no Whatsapp

Tags:

combustíveis gasolina governo paridade Petrobras preços

Repórter cidadão

Contribua para o portal com vídeos, áudios e textos sobre o que está acontecendo em seu bairro

ACESSAR

Assuntos relacionados

combustíveis gasolina governo paridade Petrobras preços

Publicações Relacionadas

A tarde play
A política hoje é baseada no mercado externo, o que não irá mais acontecer
Play

Pastor diz que autismo é "diabo visitando ventre das desprotegidas"

A política hoje é baseada no mercado externo, o que não irá mais acontecer
Play

Saiba quem é o homem que destruiu carros com retroescavadeira

A política hoje é baseada no mercado externo, o que não irá mais acontecer
Play

VÍDEO: advogado dá voz de prisão para juíza durante audiência

A política hoje é baseada no mercado externo, o que não irá mais acontecer
Play

Vídeo: Homem tenta fugir e fica preso entre grades de cela

x

Assine nossa newsletter e receba conteúdos especiais sobre a Bahia

Selecione abaixo temas de sua preferência e receba notificações personalizadas

BAHIA BBB 2024 CULTURA ECONOMIA ENTRETENIMENTO ESPORTES MUNICÍPIOS MÚSICA POLÍTICA