adblock ativo

PM de SP diz que há 93 suspeitos mortos e que levante acabou

Publicado quarta-feira, 17 de maio de 2006 às 15:13 h | Atualizado em 17/05/2006, 15:13 | Autor: Agência Estado
adblock ativo

O comandante da PM de São Paulo, coronel Elizeu Eclair, afirmou nesta quarta-feira que há 93 suspeitos de ataques violentos mortos desde sábado e que mais de 40 deles ainda não foram identificados. Apontando o fim do que chamou de "levante", Eclair disse que agora a ação está por conta de "surfistas delinquentes".



"Consideramos que o levante, pela análise das ocorrências e pelos comportamentos das ruas, que essa fase passou", disse Eclair em entrevista à TV Globo.



"Temos a relação de todos (os suspeitos mortos), mas nós temos também, no Instituo Médico Legal, uma porcentagem muito grande sem identificação, que ninguém reclamou o corpo", disse, acrescentando que os não-identificados são mais de 40.



Para ele, os ataques que aconteceram na madrugada desta quarta-feira não estão ligados ao crime organizado e sim a "surfistas delinquentes que estão aproveitando a oportunidade, principalmente no interior". Ele relatou que houve casas de policiais atacadas a tiros na madrugada.



"Mas na análise, estamos vendo que não tem nada a ver com uma organização criminosa", completou.



No último balanço oficial da Secretaria de Segurança Pública do Estado, divulgado na tarde de terça-feira, havia 71 suspeitos mortos. Durante essa madrugada, a Polícia Militar confirmou pelo menos outras sete mortes de suspeitos. Um novo balanço oficial será divulgado ainda nesta tarde.



A Secretaria confirmou três casos que considerou como chacinas --em Guarulhos (região metropolitana), Capão Redondo (bairro da zona Sul de SP) e Jaçanã (zona Norte), que deixaram nove mortos baleados por motoqueiros.

adblock ativo

Publicações relacionadas